Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Estudantes criam software de inteligência artificial inclusiva

Projeto é capaz de executar uma série de atividades, como abrir portas e ligar/desligar aparelhos elétricos.

Estudantes explicam funcionamento do software ao secretário Felipe Camarão (Foto: Lauro Vasconcelos)

Um grupo de estudantes do Centro Educa Mais Jacira de Oliveira e Silva, escola da Rede Pública Estadual localizada em Timon, desenvolveu um projeto de inteligência artificial inclusivo, capaz de executar uma série de atividades, como abrir portas e ligar/desligar aparelhos elétricos, obedecendo comandos de voz. A inovação foi campeã da 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2020, competindo com instituições de ensino superior.

O projeto desenvolvido pelos estudantes representa o novo momento vivido pelas escolas estaduais maranhenses com a implantação do modelo de educação em tempo integral, que estimula o protagonismo e a produção científica, conforme afirmou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, em visita à escola na última semana.

Para o gestor geral da escola, Gideão Santes Machado, a produção científica é resultado dos investimentos do governo com a implantação das escolas em tempo integral no Maranhão.

O projeto denominado ‘Sexta-feira’ foi desenvolvido pelos estudantes da equipe de robótica, a partir de uma disciplina eletiva da escola em 2019. De lá para cá, o grupo vem aperfeiçoando o trabalho, como explicou Vithor Thersandro Santos Soares, líder da equipe.

“Primeiramente, nossa ideia era facilitar a vida de pessoas com deficiência para que pudessem, através de um comando de voz, ligar e desligar equipamentos como ventilador, televisão, ar condicionado, etc. Hoje vemos que podemos expandir para outras áreas como desligar equipamento da escola, entre outros”, explicou.

Reconhecimento

A equipe de robótica do Centro Educa Mais Jacira de Oliveira e Silva conquistou o 1º lugar na 17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), realizada no mês de outubro, na categoria Engenharias, modalidade pôster, disputando com instituições de ensino superior.

“Eu resolvi mostrar os nossos resultados do laboratório de robótica na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Maranhão. Escrevi o trabalho, um pôster, sobre o projeto, em seguida fiz a apresentação, respondi aos questionamentos e quando saiu o resultado fiquei muito feliz com a conquista do 1º lugar, alcançado pela nossa equipe”, revelou o coordenador do Projeto de Robótica e professor de Física, Francisco Antônio Campêlo.

O projeto dos estudantes timonenses também foi contemplado com bolsa de iniciação científica da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema).

Carregando