Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Produção de energia na Termoelétrica de Parnaíba terá aumento de 385 megawatts com turbo gerador

De acordo com a empresa Techint, dez mil toneladas de equipamentos foram trazidos dos Estados Unidos para ampliação da usina.

Gerador gigante está viajando em território maranhense desde o dia 27 do mês passado (Foto: Gilson Ferreira)

Nessa sexta-feira (27), começou o deslocamento de um gerador, transportado do Porto do Itaqui, em São Luís, até Santo Antônio dos Lopes, onde está instalada a Usina Termoelétrica de Parnaíba, administrada pela empresa Techint. O item, que pesa 359 toneladas, é apenas um entre as dez mil toneladas de equipamentos trazidos em dez navios, dos Estados Unidos até este estado brasileiro.

De acordo com o gerente de Comércio Exterior e Logística da Techint, Carlos Eduardo Zani, todo este material representa a ampliação do projeto denominado “Parnaíba 5”, capaz de aumentar em 385 megawatts a produção de energia, por meio de gás natural. “Estamos fazendo a ampliação da usina, e fechamento de clico de Parnaíba 1”, destacou Carlos Zani.

O turbo gerador é um grupo eletrogêneo formado por uma turbina, um gerador e um condensador. São peças que trabalham conectadas. Carlos Zani explicou que o equipamento, que está a caminho de Santo Antônio dos Lopes, é apenas o gerador. A turbina foi levada para este município do Maranhão no fim de outubro de 2020.

O transporte do gerador é feito por trens-tipo, que são dois tratadores, dois conjuntos de linha de 20 eixos, 400 pneus, e uma viga. A velocidade média do conjunto transportador será de 7 km/h.

De acordo com Carlos Zani, em setembro de 2019 foi realizado, no Maranhão, um evento com todas as autoridades ligadas ao transporte das peças, como Receita Federal, Emap, Dnit, Polícia Rodoviária.

“Neste evento, apresentamos projetos, e discutimos sobre a complexidade no transporte das dez mil toneladas de estruturas metálicas, e montamos o painel logístico. São 290 quilômetros entre São Luís e Santo Antônio dos Lopes. Nos preocupamos com a vida humana, com o meio ambiente, e com o patrimônio, e a Polícia Rodoviária Federal está cumprindo um papel determinante no desenvolvimento da logística”, destacou Zani.

Segundo informações de Zani, a empresa Transdata – especialista no transporte de cargas complexas – desenvolveu um estudo geométrico estrutural, por meio de uma empresa qualificada e certificada pelo Dnit, que demonstra quais pontes precisam de reforço estrutural, durante o transporte do gerador.

“Os 400 pneus são para a distribuição do peso, fazendo com que o solo suporte a carga. Porém, dez pontes, entre a região de Anchieta e a cidade de Miranda do Norte, vão precisar do reforço, que será uma sobre ponte metálica fabricada especialmente para esta operação”, informou Zeni.

À imprensa, o inspetor da PRF Américo Jovino explicou que a logística realmente é bem diferente devido a composição do equipamento. “O transporte começou nessa sexta-feira (27), quando o gerador saiu da área do Porto do Itaqui. Agora, a carga vai até o posto da PRF, ali no Km 14, em Pedrinhas – São Luís, e vai passar por algumas inspeções ainda no trecho nesse sábado (28), para depois ser levada para Santo Antônio dos Lopes”, informou Américo Jovino.

A carga gigante atingiu ontem o trecho principal da BR-135, na Vila Maranhão, e causou lentidão no trânsito, no sentido crescente da via (de São Luís para o interior do estado). O inspetor Américo Jovino acrescentou também que a PRF vai disponibilizar durante a operação de transporte duas viaturas e 16 policiais rodoviários federais, na viagem, com objetivo de evitar qualquer tipo de ocorrência, seja ela acidentes de trânsito ou do tipo policial como roubos e furtos.

Intervenções no trânsito

O percurso do Porto do Itaqui até a cidade de Santa Rita, a 81 km de São Luís, vai acontecer entre sexta (27), sábado (28) e domingo (29), e será realizado somente durante o dia.

Do município de Santa Rita até Miranda do Norte, a 124 km da capital, estão previstas sete interdições na BR-135, no período das 23h até às 05h, e segundo a Polícia Rodoviária vão ocorrer de 30 de novembro a 6 de dezembro.

Já da cidade de Miranda do Norte a Santo Antônio dos Lopes, a 310 km de São Luís, os deslocamentos vão acontecer somente durante o período da manhã entre os próximos dias 7 a 10 de dezembro.

Carregando