Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

38 milhões de eleitores em 57 cidades participam do 2º turno das eleições municipais neste domingo

O horário de votação continua das 7h até as 18h, sendo que das 7h às 10h é reservado para pessoas idosas.

Foto: Ilustração

Mais de 38 milhões de eleitores voltam às urnas neste domingo (29) em todo o Brasil no segundo turno das eleições municipais de 2020. Eles vão eleger os novos prefeitos em 57 cidades brasileiras, sendo 18 capitais de estado e 49 outros municípios com mais de 200 mil eleitores, onde nenhum dos candidatos obteve a maioria absoluta dos votos válidos para se eleger em primeiro turno.

Das 26 capitais do País onde ocorrem disputas para prefeituras – Brasília, no Distrito Federal, não tem eleições municipais -, apenas sete definiram o pleito já no primeiro turno, realizado no dia 15 de novembro: Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Natal (RN), Salvador (BA) e Palmas (TO).

No Nordeste, a disputa do segundo turno acontece em sete capitais, entre elas São Luís (MA). As demais capitais onde o pleito será definido este domingo são: Aracaju (SE), Belém (PA), Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES).

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Brasil possui 95 cidades com mais de 200 mil eleitores e em 37 delas os prefeitos foram eleitos no último dia 15 de novembro.

Em apenas um município brasileiro a escolha do prefeito acontecerá em dezembro: Macapá (AP), que tem mais de 292 mil eleitores. As eleições na capital do Amapá foram adiadas pela Justiça Eleitoral em razão de um apagão elétrico que se estendeu por 22 dias. O primeiro turno das eleições está marcado para 6 de dezembro, e o segundo, para o dia 20. Dez candidatos disputam a prefeitura da capital amapaense.

SISTEMA DE APURAÇÃO

Devido a problemas técnicos que atrasaram a divulgação do resultado final das eleições municipais no primeiro turno, o TSE avisou que nas 57 cidades onde haverá segundo turno, o sistema de informática do órgão está preparado para apurar e totalizar os votos atribuídos a apenas dois candidatos.

O ministro Luis Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reafirmou esta semana a segurança do sistema eleitoral brasileiro. Ele previu que a totalização dos votos deve acontecer com mais celeridade em comparação com o que foi registrado no primeiro turno. Mais informações sobre o que esperar e como proceder na hora de votar.

SEGURANÇA NA PANDEMIA

O TSE também manteve para o segundo turno as mesmas orientações sanitárias contra o coronavírus recomendadas no primeiro turno das eleições: uso da máscara é obrigatório – para quem está trabalhando (fiscais, mesários, etc), candidatos e eleitores; higienização das mãos antes e depois de digitar o número do candidato na urna eletrônica; e cada seção eleitoral vai contar com álcool em gel para eleitores e mesários.

Eleitores devem respeitar a distância mínima de um metro para outras pessoas. Outra recomendação é que cada um leve a sua própria caneta para assinar o caderno de votação. A medida visa evitar o compartilhamento de objetos e diminuir o contato dos eleitores com superfícies eventualmente infectadas.

O horário de votação continua das 7h até as 18h, sendo que das 7h às 10h é reservado para pessoas idosas.

Carregando