Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão deve registrar 2.290 casos de câncer de pele em 2020

Quando diagnosticada e tratada logo no início, a doença tem 90% de chances de cura

(Foto: Reprodução)

Três de dez novos casos de tumores malignos no Brasil são câncer de pele. Por isso, a campanha do Dezembro Laranja chama a atenção da população brasileira para o diagnóstico e tratamento precoce da doença, porque, quando descoberta bem no comecinho, as chances de cura passam dos 90%.

Tipos mais comuns

Esse tipo de câncer é dividido basicamente em melanoma e não-melanoma. Camila Oliveira de Sá, médica oncologista da Oncoradium Imperatriz, centro especializado na prevenção e tratamento do câncer, é o centro de referência para a cidade de Imperatriz e toda a região sul do Maranhão, com atendimento pelo SUS, particular e convênio, explica que o tipo não-melanoma é mais frequente, apesar de menos grave.

“O mais perigoso é o melanoma, que atinge cerca de 3% dos casos. Ele é mais agressivo, já que tem altas chances de se espalhar para outras partes do corpo, a chamada metástase”, destacou.

Fatores de risco

1. Uso de câmaras de bronzeamento artificial;

2. Histórico familiar ou pessoal de câncer de pele;

3. Exposição prolongada aos raios solares sem proteção, principalmente na infância e na adolescência;

4. Ter pele e olhos claros, ser albino ou ter cabelos ruivos ou loiros.

E a prevenção, como faz?

“Existem muitas formas de proteger a pele da radiação solar, como o uso do guarda-chuva no dia a dia e o guarda-sol, barracas e tendas nas praias; passar filtro solar na pele mesmo em dias nublados, usar chapéus, roupas com proteção UV, óculos escuros e até mesmo a sombra das árvores para se proteger”, destaca Camila.

E o mais importante: evitar a exposição ao sol entre as 10 e 16 horas.

Números que impressionam

O câncer de pele é o tipo mais frequente no Brasil, tanto em homens, quanto em mulheres. Segundo o Instituto Nacional do Câncer – INCA, 176.930 (83.770 homens e 93.160 mulheres) novos casos de câncer de pele são estimados para 2020. Desse total, 2.290 são no Maranhão

Em 2018, a doença foi fatal para 2.329 brasileiros, sendo 1.358 homens e 971 mulheres.

Fique esperto com os sinais

Pintas escuras que aumentam de tamanho, têm bordas irregulares, coçam e descamam são os sinais mais comuns.

“Manchas na pele que não somem, coçam, ardem, sangram e não cicatrizam em até quatro semanas é um indicativo de câncer de pele, sendo muito importante procurar ajuda médica urgente”, enfatiza a médica.

A cirurgia é o tratamento mais indicado. O procedimento pode ser complementado ainda com a radioterapia e quimioterapia.

 

Carregando