Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Capacidade de atendimento nos Socorrões em São Luís é ampliada

Além da reforma das unidades básicas, as unidades de urgência e emergência também têm recebido serviços estruturais.

Com novas salas de cirurgia, capacidade de atendimento no Socorrão II vai aumentar em cerca de 60% (Foto: Maurício Alexandre)

A Prefeitura de São Luís anunciou medidas de reformas, modernização e capacidade de atendimento nos Socorrões I e II, reforçando a rede municipal de saúde.

No Socorrão II, foram implantadas quatro novas salas de cirurgias, dobrando a capacidade do hospital. Já no Socorrão I, duas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) foram reformadas e receberam novos equipamentos.

Além da reforma das unidades básicas, de acordo com a Prefeitura, as unidades de urgência e emergência também têm recebido serviços estruturais, novos equipamentos e mobiliários, que vão permitir a ampliação da capacidade de atendimento.

No Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), localizado na Cidade Operária, foram executadas obras para dobrar a quantidade de salas de cirurgias da unidade, que agora passa a contar com oito espaços cirúrgicos.

No Hospital Municipal Dr. Djalma Marques (Socorrão I), no Centro, duas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) também receberam novos equipamentos, entre outras melhorias.

As quatro novas salas de cirurgias do Socorrão II passaram por reforma estrutural, receberam novo piso vinílico hospitalar emborrachado, pintura, nova rede de gases, entre outras adequações para atender a todas as normas sanitárias e garantir às equipes médicas todas as condições necessárias para a realização dos procedimentos.

Além das reformas, as salas foram reequipadas com quatro novos focos cirúrgicos, que permitem, entre outras melhorias, a iluminação do corpo do paciente e garantem condições de trabalho ideais para médicos e equipe, conforme informou a Prefeitura. Também foram instaladas quatro novas mesas cirúrgicas e um novo arco cirúrgico, um equipamento de raios-X no qual é possível produzir imagens em tempo real, auxiliando em cirurgias neurológicas, ortopédicas, urológicas, ginecológicas, entre outras.

AMPLIAÇÃO DO ATENDIMENTO

Com isso, a capacidade de atendimentos cirúrgicos do Socorrão II vai aumentar em cerca de 60%, representando menos tempo na espera pelos procedimentos e menos pacientes aguardando para serem atendimentos à medida que as cirurgias forem realizadas.

As outras quatro salas que já estavam em funcionamento também serão readequadas, recebendo os serviços estruturais e novos equipamentos necessários.

O Socorrão II é o maior hospital público de urgência e emergência do Maranhão, sendo referência no atendimento em TraumatoOrtopedia, Alta Complexidade em Terapia Nutricional, Alta Complexidade em TraumatoOrtopedia e Terapia Intensiva Tipo II Adulto para todo o estado.

No último trimestre, a unidade realizou um número crescente de cirurgias. Em setembro foram 698, em outubro, 802, e em novembro, 817. De janeiro a novembro deste ano foram 7.625 cirurgias e 6.392 internações. Parte destes atendimentos foram a pacientes vindo de outras cidades maranhenses, cerca de 44% somente nos meses de setembro, outubro e novembro.

SOCORRÃO I

A Prefeitura de São Luís informou que também está executando uma série de serviços de conservação e de melhorias no Socorrão I, como aquisição de novo mobiliário para UTI, além de pintura geral das dependências internas e externas, troca de revestimento cerâmico em corredores e algumas alas, reforma e manutenção das redes sanitária, hidráulica e elétrica do setor administrativo da unidade hospitalar.

O Socorrão I dispõe de duas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo uma com 10 leitos e outra com oito leitos. As unidades passaram recentemente por pintura geral interna e foi adquirido novo conjunto mobiliário, incluindo novos leitos (camas hospitalares), mesas de cabeceira, suportes para soro e novas poltronas hospitalares.

De janeiro a setembro deste ano, o Socorrão I chegou à marca de 36.505 atendimentos, sendo 14.056 casos de clínica cirúrgica; e mais 13.139 atendimentos de clínica médica; e mais 3.198 atendimentos de clínica ortopédica, entre outros.

Carregando