Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Reino Unido diz que mutação do novo coronavírus está ‘fora de controle’

A nova variante, que não é, necessariamente, mais perigosa que as anteriores, precisa ser controlada

Foto: Reprodução

O secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, afirmou neste domingo (20) que uma variação do novo coronavírus, que se espalha mais rapidamente do que outras cepas e levou ao aumento das restrições para os britânicos durante o período do Natal, está “fora de controle”.

Hancock disse que a nova variante, que não é, necessariamente, mais perigosa que as anteriores, precisa ser controlada. O Reino Unido elevou as restrições para o Nível 4 em Londres e no sudeste da Inglaterra e restringiu as movimentação em toda a Inglaterra durante o período festivo.

“A única maneira de fazer isso [controlar a mutação] é restringindo os contatos sociais e, essencialmente, especialmente nas áreas de Nível 4 [de restrições], todos precisam se comportar como se pudessem ter o vírus e essa é a maneira que podemos controlá-lo e manter as pessoas seguras “, disse ele.

A Holanda e a Bélgica impuseram proibição de voos para o Reino Unido para tentar conter a disseminação dessa variante da doença.

A Holanda proibiu todos os voos de passageiros vindos do Reino Unido já a partir da manhã deste domingo a fim de minimizar “tanto quanto possível” o risco da nova cepa se espalhar no país, de acordo com um comunicado do governo. A proibição de voos permanecerá em vigor até o Ano Novo.

O governo holandês disse que a mesma variante do vírus foi detectada no país em uma amostra de um caso do início de dezembro e que está conduzindo investigações adicionais para determinar se há outros casos relacionados.

Enquanto isso, o primeiro-ministro da Bélgica, Alexander De Croo, disse que o país bloqueará viajantes do Reino Unido por 24 horas na segunda-feira (21) como uma “medida de precaução”, embora a proibição possa ser estendida, se necessário.

“Como medida de precaução, decidimos interromper os voos do Reino Unido a partir da meia-noite por um período de 24 horas e, tão importante quanto para o nosso país, fazer o mesmo com o Eurostar (trem) – porque é a via principal pela qual as pessoas do Reino Unido vem ao nosso país”, disse ele ao programa de notícias De Zevende Dag, da emissora VRT, afiliada da CNN.

Carregando