Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Crime passional pode ter motivado assassinato de motorista de aplicativo no Conjunto São Raimundo

Vítima foi atingida com quatro tiros, sendo dois no rosto.

Após ser baleado, atingido com tiros no rosto, Dailson da Silva bateu com o carro em uma calçada (Foto: Divulgação)

Na noite de quarta-feira (30), um motorista de aplicativo, identificado como Dailson Sandro da Silva, de 28 anos, foi assassinado com tiros no rosto, na Rua do Muro, no Conjunto São Raimundo, em São Luís. De acordo com informações da Polícia Civil, a vítima retornava para casa quando os suspeitos, em duas motocicletas, iniciaram os disparos.

Dailson foi atingido com quatro tiros, sendo dois deles no rosto. Ele foi encontrado já sem vida e fora do automóvel, que acabou batendo na calçada de uma casa. Os autores fugiram e ainda não foram localizados.

Dailson trabalhava como motorista de aplicativo, mas o crime não teria relação com a profissão. Os primeiros levantamentos do caso apontam, segundo o delegado Murilo Tavares, da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), que a vítima teria se envolvido com a ex-mulher de um presidiário.

“Esse preso estava ameaçando a mulher. Tudo leva a crer que o fato tenha relação com isso, e nossa primeira linha de investigação é essa. Já conseguimos informações a respeito dela e dele, mas ninguém foi preso ainda”, explicou o delegado.

A vítima não tinha passagens pela polícia e seria, ainda, proprietário de uma loja de celulares na região na qual ocorreu o crime.

Carregando