Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Secretário de Saúde afirma que estados negociam compra da vacina da Pfizer

Carlos Lula criticou a demora do governo federal em determinar uma data de início da vacinação

Foto: Reprodução

Em entrevista nesta segunda-feira (4), o secretário de saúde do Maranhão e presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Connas), Carlos Lula, afirmou que os estados iniciaram negociação paralela para adquirir doses da vacina contra o coronavírus desenvolvida pela Pfizer.

Segundo Lula, a maioria dos estados está envolvida nesse processo. ‘A gente quer que o ministério coordene esse processo, mas a gente não vai ficar de braços cruzados esperando’, disse. Ele afirmou que a farmacêutica procurou o conselho devido à dificuldade de acordo com o governo federal. Segundo o presidente do Conass, em caso de acordo, o custo da vacina poderia ficar com os estados ou mesmo com o Ministério da Saúde.

Carlos Lula criticou a demora do governo federal em determinar uma data de início da vacinação. ‘É inexplicável a gente não ter nem data. Não faz sentido’, disse. Ele destacou que, quanto antes conseguirmos imunizar toda a população, mais rápido teremos uma retomada econômica. A respeito das seringas para aplicação das vacinas, Carlos Lula disse que os estados têm estoque suficiente para iniciar a imunização.

Carregando