Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dono de distribuidora de alimentos é preso em Teresina por comercializar carga roubada no Maranhão

A prisão ocorreu em decorrência de uma investigação sobre o roubo de cargas no Maranhão.

Maranhão Distribuidora, localizada na zona leste de Teresina (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), prendeu nessa terça-feira (05), o proprietário da empresa Maranhão Distribuidora, localizada no bairro Piçarreira, na zona leste de Teresina. O empresário identificado pelas iniciais J. F. S. é investigado por comercializar carga roubada.

O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, explicou que a prisão ocorreu em decorrência de uma investigação sobre o roubo de cargas no Maranhão e da comercialização dessas cargas por parte de empresários na Capital Piauiense.

“Esse cumprimento de mandado de prisão preventiva é decorrente de uma investigação nossa em parceria com a Polícia Civil do Maranhão, que trata do roubo de cargas e de receptação por parte de empresários. Ano passado foi apreendido uma grande quantidade de cargas em comércios de Teresina. Um dos alvos de busca foi a Distribuidora Maranhão. O proprietário não se encontrava no local, e foi representado pela prisão preventiva dele. Ontem foi informado que ele estava na distribuidora e hoje bem cedo conseguimos fazer a prisão”, disse o delegado.

A ordem judicial expedida pela Central de Inquéritos de Teresina, e que determinou a prisão preventiva do proprietário, é decorrente da operação da Polícia Civil deflagrada no ano passado, em parceria com a Superintendência de Investigações Criminais do Maranhão.

Em junho do ano passado, o Greco prendeu quatro empresários nas zonas norte e leste de Teresina acusados de receptação qualificada. Foram apreendidas centenas de fardos de arroz e feijão, além de centenas de caixas de óleo vegetal, carga que teria sido roubada nas cidades de Grajaú e Jenipapo dos Vieiras, no estado do Maranhão.

A carga de arroz e feijão está avaliada em 130 mil reais e a carga de óleo em 150 mil reais. Na época, os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros Santa Sofia, Mocambinho e Santa Maria da Codipi, todos na zona norte de Teresina, e ainda na zona leste.

O proprietário da Maranhão Distribuidora foi levado para ser ouvido pela polícia e deverá ser encaminhado para o sistema prisional.

Carregando