Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Maranhão é 1º lugar do Nordeste e 3º do Brasil em abertura de empresas

Os números representam um crescimento de 13,5% e foram obtidos a partir dos dados disponibilizados pela Receita Federal.

Sede Jucema no Centro Histórico de São Luís (Foto: Divulgação)

Com 37.282 negócios formalizados no acumulado de janeiro a outubro do ano passado, o Maranhão alcançou o primeiro lugar do Nordeste e o terceiro do Brasil como o estado com maior crescimento no número de abertura de empresas do período. Os números representam um crescimento de 13,5% e foram obtidos a partir dos dados disponibilizados pela Receita Federal e constantes na página do Ministério da Economia. Ao se considerar o mês de novembro, no acumulado do ano, o órgão contabilizou 40.430 novas empresas.

O Governo do Estado informou que a colocação no ranking está relacionada às medidas de incentivo para estimular o empreendedorismo local e aos avanços no registro empresarial coordenados pela Jucema. O órgão afirmou que, mesmo durante a pandemia da Covid-19, conseguiu bons resultados para o ambiente de negócios, além de bater sucessivos recordes de empresas abertas e diminuiu o tempo de deferimento de processos.

A compilação dos dados revela que a maioria dos novos negócios está ligada às micro e pequenas empresas e a atividade econômica mais registrada foi o comércio varejista de roupas e acessórios.

De acordo com o presidente da Jucema, Sérgio Sombra, a posição do Maranhão no ranking foi mantida até o fechamento do ano de 2020. “Dessa forma, nosso propósito de ser um dos estados mais promissores do Brasil para o empreendedorismo está sendo alcançado com muito êxito”.

Carregando