Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

“Vinil & Poesia” recebe Elizeu Cardoso em São Luís

A edição é presencial e acontece no Bar Cazumbá Lounge (Rua dos Mandacarus, 7 – Lagoa da Jansen), às 20h

Poeta, escritor, compositor, cantor, geógrafo e professor Elizeu Cardoso. (Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira, 14, o sarau “Vinil & Poesia”, dentro da série “compositores maranhenses”, recebe a participação especial do poeta, escritor, compositor, cantor, geógrafo e professor Elizeu Cardoso. A edição é presencial e acontece no Bar Cazumbá Lounge (Rua dos Mandacarus, 7 – Lagoa da Jansen), às 20h. A iniciativa é uma idealização da jornalista e DJ Vanessa Serra; que fará a discotecagem da noite.

Natural de Pinheiro – MA, Elizeu Cardoso tem um vasto currículo artístico somando experiências desde o começo dos anos 90. Tem uma obra inspiradora e de mérito sublime, de composições como “O Mundo” onde diz: “O mundo é antítese tão clara do próprio mundo/ Tudo se mistura, tudo se dilui/ O idioma universal já se traduz/ Fugir pela janela do universo/ Redescobrir o valor que não reluz/ O mundo é a sede dos desertos/ O mundo é a intuição do que é certo/ O mundo é a infinita gravidez da humanidade/ Que pariu a transcendência dos que cantam/ Que pariu a alegria dos que dançam/ O mundo é negro, é branco, é índio, é aborígine”; entre outras, de tão profunda magnitude. Outra preciosidade dele é a canção “Equinócio” gravada por Dicy, em seu disco de estreia.

Elizeu Cardoso formou-se em Geografia pela Universidade Federal do Maranhão. Estudou sobre a ciência de tudo o que há na Terra, mas os mistérios ele traz em versos, na melodia e nas linhas de cada capítulo que escreve na história da Literatura e da Música, universal. Entre os seus livros publicados, “Dias Amarelos” é uma obra que retrata o realismo mágico sobre a Baixada Maranhense. Ele ocupa a cadeira de n. 15 da Academia Pinheirense de Letras, Artes e Ciências – APLAC. Tem dezenas de participações em festivais, feiras e projetos sociais. Para tentar fazer uma síntese, Elizeu Cardoso é um desses artistas brasileiros que o povo precisa garimpar para descobrir a sua imensa riqueza poética, rítmica e estética, impossível de resumir em um único parágrafo.

Carregando