Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Centro Municipal de Vacinação deve imunizar duas mil pessoas por dia em São Luís, diz secretário

O começo da aplicação do imunizante aconteceu na manhã de ontem (19), no Socorrão 1.

Centro Municipal de Vacinação em São Luís (Foto: Divulgação)

A primeira dose da vacina contra a Covid-19 disponibilizada pela Prefeitura de São Luís foi aplicada na técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, de 49 anos, na manhã dessa terça-feira (19), no Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão 1. O secretário municipal de Saúde, Joel Nunes, informou que o horário de funcionamento do Centro Municipal de Vacinação, instalado no Multicenter Sebrae, é das 8h às 17h. “Fizemos a estimativa de duas mil pessoas no Centro de Vacinação, diariamente”, informou.

O Centro Municipal de Vacinação é destinado aos trabalhadores de saúde, que estão na linha de frente ao combate da pandemia. Os idosos receberão a dosagem de onde estiverem, nas suas instituições de longa permanência, segundo o prefeito Eduardo Braide.

“O começo da vacinação contra a Covid-19 trouxe esperança. Hoje (ontem) e amanhã (hoje), os trabalhos de imunização são dedicados aos profissionais de saúde que trabalham em urgência, emergência, Unidades de Pronto Atendimento (UTIs) e setores Covid-19 dos hospitais, e aos idosos”, declarou Braide.

O prefeito informou que, nesta quarta-feira (20), anunciará quais serão os próximos públicos-alvo da campanha de imunização. São mais de 26 mil doses. Tão logo o Município receba as próximas doses da vacina, por meio do governo federal, Braide disse que o atendimento será descentralizado, e o Multicenter Sebrae deixará de ser o único endereço para a imunização dos profissionais de saúde.

O prefeito informou que a previsão para as novas remessas da vacina a São Luís é fevereiro deste ano. Todas as unidades de saúde da cidade devem ter recebido um formulário para os funcionários preencherem e apresentarem no setor de triagem do Centro Municipal de Vacinação, como uma forma de comprovar que atuam na linha de frente de combate a pandemia de coronavírus. Quem for vacinado deverá receber a segunda dose da CoronaVac após 21 dias.

Estrutura e atendimento no Centro Municipal de Vacinação

O Centro Municipal de Vacinação conta com 16 guichês de atendimento para o registro e triagem dos profissionais de saúde a serem imunizados. Com 10 salas de vacinação instaladas no local e 22 vacinadores disponíveis é possível aplicar até 200 doses de vacina por hora e atender até 2 mil pessoas por dia.

“O centro que montamos em São Luís é bem equipado, com capacidade de atender bem e de forma humanizada todos que vierem até ele. À medida que o ministério enviar mais doses da vacina vamos aumentando nossa capacidade de atendimento e avançando nas etapas do Plano Municipal de Vacinação sempre seguindo a diretriz do Ministério da Saúde”, informou o secretário municipal de Saúde, Joel Nunes.

Ao chegar ao Centro Municipal de Vacinação, o profissional de saúde passa pela primeira triagem, onde é verificado se ele tem a documentação necessária para ser vacinado. É preciso apresentar uma declaração atividade ou de lotação e um documento de identificação com foto, preferencialmente a carteira do conselho respectivo.

Em seguida, o profissional é atendido em um dos guichês onde é feito o registro da vacinação e o profissional recebe uma carteira informando a data da vacinação, o tipo da vacina, lote e fabricante.

Após isso ele é encaminhado para a sala de vacinação onde recebe a primeira dose da vacina e é informado sobre a aplicação da segunda dose, que deve ocorrer após três semanas.

Depois de vacinado, ele segue para uma área onde permanece em observação durante alguns minutos até que seja verificada a ausência de efeitos colaterais. Após a checagem, o profissional de saúde pode seguir para as suas atividades de rotina. Para ajudar as pessoas a relaxar o espaço conta com musicoterapia.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fica de prontidão, caso seja necessário prestar algum tipo de atendimento após a aplicação da vacina.

As pessoas do público-alvo que estiverem diagnosticadas ou com suspeita de Covid-19 devem permanecer em casa e em tratamento. Neste caso, a vacinação só pode ocorrer após 28 dias da suspensão de todos os sintomas.

Toda a estrutura do Centro Municipal de Vacinação foi pensada para garantir conforto, atendimento rápido, humanizado, seguro e acessível a quem se dirigir ao local. No local, foram dispostas cadeiras com distanciamento mínimo de acordo com o determinado pelas autoridades sanitárias para evitar aglomerações e organizar o fluxo de pessoas. O uso de máscara no espaço é obrigatório e foram distribuídos totens com álcool em gel para que todos possam manter as mãos higienizadas.

O espaço conta com sinalização e intérpretes de libras. Caso a pessoa tenha algum tipo de dificuldade de locomoção, o vacinador vai até onde o cidadão se encontra para que ele seja vacinado

Carregando