Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Preso suspeito pela morte de casal e filho de um ano em Amarante do Maranhão

Crime teria ocorrido para encobrir a morte do irmão do homem assassinado, do qual ele era suspeito de ter participado.

Claudivan de Sousa, Luana Pereira e um filho deles, de apenas um ano, foram mortos a tiros (Foto: Divulgação)

Foi preso, nessa sexta-feira (21), um homem suspeito por um triplo homicídio, ocorrido no dia 28 do mês de dezembro do ano passado, na zona rural da cidade de Amarante do Maranhão. Pai, mãe e o filho do casal, de apenas um ano de idade, foram assassinados a tiros.

Claudivan de Sousa, de 27 anos, e Luana Pereira, 23, se deslocavam montados em um jumento na estrada que dá acesso ao Projeto Assentamento Melancia, juntamente com os dois filhos, quando acabaram alvejados. Uma das crianças, uma menina de três anos, conseguiu se salvar.

De acordo com o delegado Mateus Heckler da Fontoura, responsável pela investigação do caso, a morte da família aconteceu para ocultar o homicídio de Claudesson de Sousa, irmão de Claudivan, que havia sido assassinado por ele e pelo suspeito preso ontem, com um tiro nas costas, cerca de 15 dias antes.

Claudesson tinha descoberto que a dupla havia roubado um gado na região e ambos ficaram com medo de serem denunciados à polícia.

O delegado explicou que na região já estava tendo comentários da participação de Claudivan na morte do irmão e, em razão disso, o suspeito preso temendo ser delatado resolveu matá-lo também. “A mulher provavelmente viu quem atirou e o assassino a matou, para não ter provas contra ele. Como o bebê estava no colo, a munição pegou nele”, pontuou Mateus Heckler.

As investigações, que contaram, ainda, com o apoio da Polícia Militar da cidade e do Grupo de Pronto Emprego da Polícia Civil, continuam, porque há indícios de mais envolvidos no triplo homicídio.

O preso, que não teve o nome divulgado, negou o crime. Ele foi encaminhado ao presídio de Imperatriz, onde ficará à disposição da Justiça.

Carregando