Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Anúncio de Guardiola aproxima Eric García do Barcelona

O técnico confirmou que o zagueiro não continuará no City no final da temporada

Foto: Artiom Vallat-Unsplash

O futebol europeu tem novelas que vão se arrastando ao longo da temporada. Geralmente, elas envolvem negociações de jogadores entre clubes gigantes do Velho Continente. Em quase todas as transferências, os acordos são feitos com muita discussão e propostas de lado a lado.

A novela mais recente envolve a ida do zagueiro Eric García para o Barcelona. Atualmente, o atleta espanhol é comandado por Pep Guardiola no Manchester City. Ele, no entanto, já disse aos dirigentes do clube inglês que deseja sair do clube ao fim da atual temporada. 

O contrato do zagueiro central espanhol acaba em junho de 2021. Seis meses antes, ou seja, em janeiro, ele já pode negociar um novo vínculo com outro clube. Isso aconteceu. O interessado, claro, foi o Barcelona, que fez uma ofensiva pelo jovem zagueiro. Os dois clubes, além de disputarem os melhores jogadores do mundo, são os preferidos nas melhores casas de apostas do mundo.

Pep Guardiola sabe que vai perder seu atual defensor. Ele assumiu no verão, quando reconheceu que Eric García não renovaria e confirmou novamente agora: ” Veremos o que acontece no final do mercado. Não acho que ele vai assinar um novo contrato conosco ” , admitiu o treinador catalão.

Porém, por mais que ele não assine um novo contrato com o Manchester City, fica a dúvida se ele partirá em janeiro ou se aguardará o início da janela de verão, entre julho e agosto. Caso saia em janeiro, muito provavelmente o clube espanhol terá de pagar uma compensação financeira.

Guardiola também explicou este ponto: “Estou certo de que vai sair no final da temporada porque agora, neste mercado, depende dos outros clubes”, disse ele em referência ao Barcelona e ao seu Conselho de Administração, que não pode tratar da transferência do espanhol internacional neste mês de janeiro.

Barcelona e Manchester City têm travado uma guerra sobre reforços. O principal deles envolve o argentino Lionel Messi, que hoje defende as cores do clube espanhol.

Messi estava disposto a sair do Barça no fim da última temporada. Após mais de uma década no clube, o argentino quer respirar novos ares. O desejo também foi impulsionado após a derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique na semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

Na ocasião, Messi disse publicamente que gostaria de deixar o Barcelona. Depois disso, fez uma série de movimentos internos para conseguir sua liberação, incluindo ameaçando romper o contrato que mantém com o time espanhol, sob a justificativa de que um acordo prévio poderia liberá-lo em caso de uma proposta vantajosa para todos.

No entanto, a diretoria do Barcelona ameaçou processar o craque caso ele deixasse o clube. Messi, então, decidiu permanecer, mas fez duras críticas ao presidente do Barça, Josep Maria Bartolomeu. 

O destino de Messi era o Manchester City de Pep Guardiola. Ambos formaram uma das duplas mais vitoriosas da história do futebol, conquistando todos os títulos possíveis e reproduzindo dentro de campo um estilo de jogo que ficou mundialmente conhecido como tik-taka. 

Carregando