Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Assassinatos marcam a noite dessa quinta-feira em São Luís

Uma sequência de assassinatos tomou conta da Grande Ilha na noite dessa quinta e madrugada de sexta

Foto: Reprodução

Uma série de assassinatos na Ilha de São Luís mexeu com a cúpula de segurança do estado. Após o assassinato do tenente-coronel Ronilson Gomes Pinto, no Residencial Pinheiro, uma sequência de mortes com uso de arma de fogo foi registrada.

O primeiro registro após o assassinato do tenente-coronel Ronílson foi às 18h30. Glendson Ferreira dos Santos, de 24 anos, sem passagem pela polícia, foi assassinado a tiros por dois elementos em uma motocicleta no bairro do Coroado.

No bairro Santa Clara, às 19h20, Thallyson Silva Mendes, de 22 anos, fichado na polícia e respondendo em liberdade pelos crimes de roubo, foi assassinado com vários tiros em sua residência por elementos não identificados.

Às 20h, no bairro Tambaú, Sandro Serrão Batista, de 41 anos, foi assassinado com vários tiros. Ele tinha passagens pela polícia por lesão corporal dolosa, disparo de arma de fogo e direção perigosa.

Já às 22h30, no Coroadinho, Carlos Eduardo Mendonça, de 20 anos, sem passagem pela polícia, foi alvejado com cinco tiros por indivíduos ainda não identificados que estavam em um veículo de cor preta.

Já na madrugada desta sexta (29), às 00h20, a vítima foi o auxiliar de perícia médica Salomão Matos dos Santos, de 32 anos. Ele foi assassinado com vários tiros na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Vitória. A motivação do crime está sendo investigada pela polícia.

 

 

 

Carregando