Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Lucas Porto e outros 29 réus vão a júri popular em fevereiro

Empresário é acusado de estuprar e matar a publicitária Mariana Costa, de 33 anos, em novembro de 2016.

Lucas Porto vai a júri popular no dia 24 de fevereiro (Foto: Divulgação)

Começam nesta segunda-feira, dia 1º, as sessões de júri popular do mês de fevereiro, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), em São Luís. Entre os réus está o empresário Lucas Porto, acusado de estuprar e matar a publicitária Mariana Costa, de 33 anos, em novembro de 2016. Preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, ele irá a júri popular no dia 24 de fevereiro de 2021.

A vítima, sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, foi encontrada morta em seu apartamento, no Turu, com sinais de estupro e asfixia, de acordo com as investigações da polícia.

Lucas Porto era cunhado de Mariana. Imagens das câmeras de segurança do prédio flagraram o acusado em duas oportunidades no local, na data do crime. Na primeira vez, ele chega com as filhas da vítima, e em seguida ele entra no apartamento e sai cerca de 40 minutos depois, descendo pelas escadas.

Antes, no dia 1º de fevereiro, abrindo as sessões de júri popular, será julgado Claudionor Pinheiro Mota, conhecido como Louro, pelo assassinato de Juraci Pereira da Cruz, a golpes de faca, em março de 2001, dentro de um bar, na Vila Operária, onde o acusado fazia trabalho como segurança. O crime ocorreu após denunciado e vítima discutirem porque o réu pegou um cigarro na carteira da vítima.

Em fevereiro, serão julgados 30 réus. Na 4ª Vara do Júri, que tem como titular o juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior, além de Claudionor Pinheiro Mota (dia 1º), sentarão no banco dos réus nesse mês também João Batista Diniz dos Santos (03), Dayedson Silva Pires (08), José Reginaldo Sampaio Aguiar Filho e Paulo José da Silva Mesquita (10), Jerry Augusto Macedo Buceles Júnior e Paulo Raphael Martins Oliveira (12), José Sérgio Pereira Costa (19), Jean Mota Campos (22), Lucas Leite Ribeiro Porto (24) e Genival Lopes Santos (26).

Nas 1ª e 2ª varas do Júri as sessões começam na terça-feira (02). No 1º Tribunal, presidido pela juíza Rosângela Santos Prazeres Macieira, serão julgados em fevereiro os acusados Sudenilson da Silva Coutinho (02), Maria de Jesus Duarte (04), Leanderson Silva Costa (09), Pedro Rodrigues Silva (11), Fredson Martins Costa (23) e Elenilson Santos Costa (25).

Já na 2ª Vara do Júri serão julgados Luciano George da Silva (02), Marcos Antônio Andrade Cunha (04), Rafael Mendes Vieira (09), Wilson Barros Camara (11), Railson da Silva e Thalienderson Correa Azevedo (23) e Ilmar Pinto Sousa (25). A unidade judiciária tem como titular o juiz Gilberto de Moura Lima.

Presidido pelo juiz Clésio Coelho Cunha, o 3º Tribunal do Júri incia as sessões de julgamento do mês de fevereiro no dia 08, quando sentará no banco dos réus Francivaldo Moreira Coelho. Também vão a juri popular Jecivaldo Moraes Câmara (dia 10), Ruan dos Santos Diniz (12), Rodrigo Dias Ferreira (22), Josué de Jesus Sousa Moraes (24) e Rahildo Santana dos Santos (26).

As Varas do Júri são responsáveis pelo julgamento de crimes dolosos contra a vida, como homicídio e tentativa de homicídio, aborto e auxílio ao suicídio.

As sessões de julgamento ocorrem nos salões localizados no primeiro andar do Fórum Des. Sarney Costa, começando sempre às 8h30. Como medida de prevenção do contágio pelo novo coronavírus (COVID-19) há controle de acesso aos salões do júri. É priorizada a entrada de testemunhas processuais, familiares de vítimas e acusados, jurados, promotores de Justiça, defensores públicos e advogados das partes.

Os salões também passam por sanitização sempre no dia anterior às sessões. O uso permanente de máscaras é obrigatório para todos.

Carregando