Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Tenente e soldado se apresentam à polícia por envolvimento no assassinato de perito

O crime ocorreu na madrugada de sexta-feira, 29 de janeiro, após a vítima ser perseguida e morta na UPA do Parque Vitória

O perito Salomão Matos dos Santos foi morto a tiros na UPA do Parque Vitória (Foto: Divulgação)

Dois policiais militares – um tenente, identificado como tenente Sousa, e um soldado – se apresentaram, na tarde desta segunda-feira, 1, na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) por envolvimento no assassinato a tiros do auxiliar de perito Salomão Matos dos Santos. O crime ocorreu na madrugada de sexta-feira, 29 de janeiro, após a vítima ser abordada por um veículo Duster, branco, da Renault. Os dois suspeitos invadiram a UPA do Parque Vitória, em São José de Ribamar, em perseguição ao funcionário da Secretaria da Segurança Pública, lotado no Instituto de Identificação, alvejado com dois tiros, na perna e no peito.

Segundo apurou O INFORMANTE (JP Online), Salomão estava retornando da Baixada Maranhense, via ferry-boat, onde fora participar de um velório, e no Anel Viário, junto com outras pessoas, pegou uma van de lotação, que no meio do caminho deixou alguns passageiros.

Já dentro do Parque Vitória, a van foi interceptada pelo veículo ocupado pelos militares, que estavam em diligência para tentar prender os autores do assassinato do Tenente Coronel Ronilson, executado horas antes na porta de sua casa, no Residencial Pinheiros.

Temendo um assalto, segundo depoimento do motorista da van, o auxiliar de perito pediu, primeiro, que ele acelerasse e depois que entrasse no estacionamento da UPA. Os policiais entraram atrás e um deles abordou o motorista. Nesse momento, Salomão saiu pela outra porta e circundou o prédio da UPA. Quando saía pelo outro lado, foi abordado por um dos militares, escondendo-se atrás de um poste, onde recebeu os tiros e faleceu.

Carregando