Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia usa vídeomonitamento de rua para identificar suspeitos que mataram porteiro em São Luís

Vítima havia saído do serviço quando foi abordada e alvejada por ocupantes de um carro prata.

Antônio Diniz foi morto a tiros em São José de Ribamar (Foto: Divulgação)

Um porteiro de condomínio identificado como Antônio Diniz Viana, de 30 anos, foi assassinado após ser atingido por disparos de arma de fogo, na região cervical e tórax. O crime aconteceu nas proximidades da sede do Sampaio Corrêa, na região da Vila Luizão, em São Luís. A polícia teria tido acesso ao vídeomonitamento da rua, a fim de ver as imagens da ação criminosa, e assim tentar localizar os suspeitos e o veículo Gol utilizado no crime.

Antônio era porteiro de um condomínio habitacional, localizado no bairro onde ocorreu o crime. Conforme as informações obtidas pelo Jornal Pequeno, na noite de sexta-feira, após o fim do expediente de trabalho, ele resolveu voltar a pé para sua casa, tendo sido abordado por quatro homens em um Gol G4, cor prata, que não teve a placa identificada.

Os ocupantes do carro anunciaram o assalto, Antônio teria se negado a entregar seus pertences e acabou baleado. Ainda segundo as fontes ouvidas pelo JP, o celular da vítima não foi encontrado.

A polícia informou que Antônio chegou a ser socorrido por populares e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Luizão, mas não resistiu aos ferimentos.

Antônio era natural do município de Vargem Grande e morava na região do Turu. Ele era casado, mas não foi possível descobrir se tinha filhos.

Carregando