Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sargento da PM é suspeito de estuprar um paciente na UPA em Teresina

A vítima deu entrada na unidade de saúde para receber atendimento médico após ter sofrido um acidente de trânsito.

O suposto abuso teria sido cometido na sala de repouso e foi descoberto após a vítima gritar por socorro (Foto: Divulgação)

Um sargento da Polícia Militar do Piauí foi preso na madrugada de sábado (06), suspeito de abusar sexualmente de um paciente da Unidade de Pronto Atendimento – UPA do bairro Renascença, zona sudeste de Teresina.

De acordo com informações do portal Meio Norte, a vítima deu entrada na unidade de saúde por volta das 1 h, para receber atendimento médico após ter sofrido um acidente de trânsito. Depois de ser atendido e medicado, o paciente ficou aguardando no corredor quando teria sido convidado pelo PM a ficar na sala de repouso até passar o efeito da medicação. O suposto abuso teria sido cometido no referido local e foi descoberto após o homem gritar por socorro.

“No momento exato da denúncia de que um policial militar  teria abusado de um paciente, o fato foi comunicado imediatamente ao Comando Geral da Polícia Militar. A vítima prestou queixa e o policial acusado foi levado pela Polícia Militar ainda durante a madrugada. Todas as providências por parte desta direção foram tomadas,” declarou a diretora da UPA, Tamara Carvalho.

Em nota, a Polícia Militar do Piauí informou que o militar foi autuado, preso e conduzido ao Presídio Militar. O caso foi encaminhado à justiça e será julgado na esfera criminal.

Confira a nota na íntegra:

A PMPI diante dos acontecimentos da ocorrência na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Renascença,  presta as seguintes informações:

1. Ao tomar conhecimento da ocorrência, à corregedoria adotou todas as providências legais cabíveis ao caso, inclusive a  detenção, autuação e condução do acusado para o Presídio Militar após lavratura dos procedimentos adequados;

2. A autuação foi encaminhada à justiça e será julgada na esfera criminal pelo juízo competente. 

Teresina, 07 de fevereiro de 2021.

ELZA Rodrigues Ferreira Ten Cel PM Diretora de Comunicação Social

Carregando