Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Adolescente da Funac é preparado para atuar no mercado cultural

O curso tem a duração de 160 horas, voltado para capacitar gestores, produtores e trabalhadores da cultura de todos os estados.

Curso ocorre na modalidade EaD (Foto: Divulgação)

O Centro Socioeducativo de Internação do Vinhais, unidade da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), oportunizou aos socioeducandos uma nova perspectiva de vida. Para um dos adolescentes, essa mudança vem a partir da formação no curso de extensão de Educação a Distância (EAD) de agentes culturais: estratégias de cultura e arte para o futuro, uma iniciativa da Fundação Demócrito Rocha (FDR) em parceria com a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (SecultFOR), com apoio da Universidade Federal do Ceará (UFC).

O curso, que iniciou em outubro de 2020, tem a duração de 160 horas, sendo voltado para capacitar gestores(as), produtores(as) e trabalhadores(a) da cultura de todos os estados brasileiros. O objetivo do curso é possibilitar a capacitação e uma maior profissionalização dos indivíduos e organizações ligadas ao setor cultural e criativo (agentes culturais).

Para o adolescente, que pretende fazer uma faculdade em Tecnologia da Informação, participar deste curso significa estar preparado para atuar como agente cultural. “Tenho o desejo de atuar na área cultural, pois gosto bastante de escrever música, quero fazer minha caminhada como gestor de projetos culturais”, comenta.

A programação do curso introduzirá produtores, gestores e empreendedores culturais às ferramentas, práticas e metodologias mais eficientes no universo do financiamento público e privado de projetos culturais no Brasil, como também ampliará a visão estratégica dos participantes quanto à dinâmica do mercado e dos negócios imersos em sua realidade cultural, fortemente impactada pelo fenômeno da pandemia do coronavírus.

A diretora do Centro, Josenilde Diniz, relata que a equipe pesquisa diversas oportunidades de cursos para os socioeducandos. “O curso de agente cultural é uma boa possibilidade para o adolescente desenvolver seu lado criativo e cultural, tendo em vista que há uma sensibilidade forte na cultura, acreditamos que ele irá crescer profissionalmente como produtor de eventos”, pontua.

Carregando