Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ambulatório Pediátrico atenderá crianças com síndromes gripais

A equipe da unidade de saúde é composta por profissionais como pediatras, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem. 

Ambulatório Pediátrico vai atender crianças com síndromes gripais (Foto: Julyane Galvão)

O Governo do Maranhão entregou, nessa quarta-feira (10) o Ambulatório Pediátrico, que funcionará no Hospital do Servidor, prédio anexo ao Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), e atenderá crianças de 0 a 11 anos com sintomas de síndrome gripais. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a proposta do serviço é garantir o atendimento ao público infantil devido ao aumento de casos de síndromes respiratórias, comum no primeiro semestre, período de início das aulas e das chuvas.

O Ambulatório Pediátrico conta com sala de estabilização, observação com quatro leitos, sala de medicação, triagem e dois consultórios, além de 12 leitos de enfermaria pediátrica. Caso necessário, quatro leitos de UTI pediátrica também estarão disponíveis no Hospital Dr. Carlos Macieira, informou o governo.

O atendimento será realizado mediante encaminhamento das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Nas UPAs, as crianças serão avaliadas e, em caso de necessidade de atendimento ambulatorial, serão encaminhadas para o Ambulatório Pediátrico, onde passarão por avaliação com pediatras.

Segundo o diretor geral do Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), Edilson Medeiros, a equipe do Ambulatório é composta por profissionais como pediatras, fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

No Ambulatório, que funcionará todos os dias da semana, das 8h às 19h, serão disponibilizados exames de laboratório, raio-x e tomografia. Caso necessário, também será administrada medicação e, de acordo com o quadro clínico, a criança pode ainda ficar em observação ou internação.

A médica pediatra e coordenadora do Ambulatório, Danielle Bringel, pontua que os atendimentos serão de crianças com perfil estável que necessitam de assistência ambulatorial. Crianças com um quadro mais grave permanecerão nas UPAs para que seja feito o encaminhamento para um dos hospitais de referência.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, o estado continua realizando ações de enfrentamento à Covid-19, dessa vez, com preocupação especial em relação às crianças, visto o surgimento da nova variante da doença no país.

“A situação de Manaus ligou o sinal de alerta. Não é que as crianças adoeçam mais, mas com essa nova variante, elas adoecem de maneira mais grave. Como os sintomas da Covid se misturam com os sintomas das síndromes gripais, com o início do período chuvoso, nada melhor que dispormos de um ambulatório que irá permitir sanar qualquer dúvida a esse respeito e sabermos com certeza se as crianças estão com a Covid-19 ou se estão apenas gripadas, e assim proceder com a assistência adequada”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Carregando