Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Concluída vacinação de profissionais da Rede Estadual de Saúde em São Luís

Entre os profissionais, o sentimento é de gratidão e fortalecimento para continuar combatendo a doença.

A auxiliar de limpeza Marluce Ribeiro Santos recebeu as duas doses da vacina (Foto: Divulgação)

O Governo do Maranhão informou que concluiu, nessa terça-feira (16), o ciclo de imunização contra a Covid-19 dos profissionais das unidades da Rede Estadual de Saúde em São Luís, vacinados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Todos os trabalhadores de unidades como os hospitais de referência no tratamento da Covid-19, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Policlínicas e outras passaram pelo ciclo de imunização recebendo as duas doses da vacina, de acordo com o governo.

Entre os profissionais, o sentimento é de gratidão e fortalecimento para continuar combatendo a doença. “Agora eu me sinto seguro e protegido para continuar trabalhando e ajudando no combate à Covid-19”, disse o roupeiro José Ribamar Oliveira, que trabalha na Policlínica do Cohatrac, onde todos os trabalhadores já concluíram o ciclo de imunização contra a Covid-19.

Assim como o José Ribamar, a auxiliar de limpeza Marluce Ribeiro Santos, que trabalha no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Policlínica do Cohatrac, também já recebeu a segunda dose da vacina. “Com a imunização, estamos nos ajudando para poder continuar auxiliando o próximo, pois essa é a nossa missão”, ressalta Marluce Ribeiro.

A técnica de enfermagem Conci Galdez, que estava realizando a imunização, orienta que os profissionais que já foram vacinados continuem adotando medidas de proteção. “Os profissionais que tomaram a segunda dose devem continuar adotando as medidas de proteção e distanciamento, pois a vacina tem seu efeito total após o 15º dia de aplicação. E, além disso, esses cuidados evitam o contato com a nova variante da Covid-19”, orienta.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca a importância de garantir a imunização dos trabalhadores da saúde. “Os profissionais da saúde estão literalmente na linha de frente da guerra contra a Covid-19 há quase um ano. E nada mais justo que sejam os primeiros a concluir o ciclo de imunização, para enfrentarem fortalecidos a segunda onda da doença que assola o mundo inteiro”, afirma o secretário.

Carregando