Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Artista plástico Fransoufer será homenageado com medalha Manoel Beckman

A solenidade ocorrerá na Assembleia Legislativa do Maranhão, por iniciativa do deputado Zé Inácio.

O pintor e escultor Fransoufer tem sua arte reconhecida em todo o Brasil (Foto: Divulgação)

O pintor e escultor maranhense Francisco de Sousa Ferreira, mais conhecido como Fransoufer, receberá a maior honraria do Poder Legislativo do Maranhão: a medalha Manoel Beckman.

A iniciativa de homenagear Fransoufer foi do deputado Zé Inácio. “Fransoufer representa a arte do nosso estado, com trabalhos reconhecidos nacionalmente. Outro motivo que me fez querer homenageá-lo, é que eu e Fransoufer nascemos na mesma cidade, que é Bequimão. Somos amigos”, informou o parlamentar.

“Sou muito grato ao deputado Zé Inácio e à Assembleia Legislativa do Estado, por me concederem esta honraria. Já lá se vão 46 anos dedicados ao meu trabalho de pintor, dom este que Deus me deu de berço”, declarou Fransoufer.

A solenidade, segundo Zé Inácio, será presencial, mas ainda sem data para a sua realização. “No dia que o artista for homenageado, vamos fazer uma galeria de exposição das artes do Fransoufer, no hall de entrada do prédio da Assembleia Legislativa, localizado no bairro do Cohafuma, em São Luís”, informou o deputado.

Zé Inácio disse que o evento acontecerá nos próximos meses, devido à suspensão das atividades na Assembleia, em decorrência da pandemia de Covid-19.

HISTÓRIA E ARTE

Francisco de Sousa Ferreira nasceu em 9 de junho de 1958, no povoado de Mojó, Bequimão. Seu primeiro contato com a arte foi ainda na escola primária. No início da década de 70, assumia o surrealismo em suas pinturas – movimento artístico lançado na França na década de 1920.

Em 1975, o maranhense passa a morar em Brasília (capital do Brasil), onde cursa artes no Centro de Ensino Elefante Branco (Universidade de Brasília).

Em 1977, volta para morar em São Luís, onde fez dois cursos de extensão em arte promovidos pela Universidade Federal do Maranhão. Em 2000, a Telemar selecionar dez obras de Fransoufer e as reproduziu em dois milhões de cartões telefônicos, com tiragem de 200 mil de cada quadro.

Devido à pandemia de coronavírus, o artista está em distanciamento social em seu Ateliê Central, no Instituto Fransoufer, na Fazenda Canaã, em Bequimão.

Carregando