Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo do Estado irá implantar mais uma unidade do colégio militar

O Colégio Militar do Corpo de Bombeiros é referência na área educacional

Foto: Reprodução

O município de Coroatá é a próxima cidade maranhense a contar com uma unidade do Colégio Militar 2 de Julho, do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA). A implantação integra o plano de ampliação das escolas militares no Maranhão, realizado pelo Governo do Estado. A unidade está em funcionamento com aulas na modalidade online. Este mês, o município de Pedreiras também foi contemplado com uma unidade da rede de escolas militares.

O secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela, pontuou o êxito no planejamento de ampliação das unidades e o reforço da medida à educação no estado. “O governo Flávio Dino priorizou, com apoio muito forte, o plano de ampliação das escolas militares no Maranhão. Essas novas unidades, em Pedreiras e Coroatá, atendem demanda no campo educacional, de modo muito forte e consistente. Analiso como a continuidade do avanço, de 2015 até aqui. Isso foi possível pela compreensão ampliada dos gestores da Segurança, coordenada pelo governador Flávio Dino”, disse.

Em 2015, havia apenas um Colégio Militar 2 de Julho, do Corpo de Bombeiros, tendo sido criadas mais 15 unidades, além de um anexo ao Colégio Militar I. Do Colégio Tiradentes, da Polícia Militar, havia três unidades e mais três foram implantadas nos últimos anos, aumentando em 100% o número de escolas militares. Juntas, as unidades são responsáveis pela criação de 13.434 vagas de ensino.

Jefferson Portela destacou a expansão aos interiores. “É importante levar essa educação aos municípios. Há uma parceria muito forte do Governo do Estado com as prefeituras, que se reflete sobre múltiplos aspectos. Temos aprovação muito forte dos alunos em vestibulares, concursos públicos e [melhoria] na área da Segurança”, enfatiza.

O Colégio Militar do Corpo de Bombeiros é referência na área educacional. O secretário acrescenta que há uma ação integrada da corpo pedagógico da rede estadual de educação com a direção do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, destacando o ensino ofertado na rede. “A disciplina é colocada no fortalecimento intelectual do aluno das escolas militares. Uma disciplina efetiva, eficiente e que instruiu o aluno na importância do bom comportamento e da aquisição de conhecimento”, reitera Jefferson Portela.

Carregando