Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Em dois meses, mais de 83 mil doses de vacina contra Covid-19 já foram aplicadas em São Luís

A vacinação realizada pela Prefeitura da capital maranhense começou no dia 19 de janeiro deste ano.

Foto: Reprodução

Na última sexta-feira (19), foram completados dois meses do início da campanha municipal de vacinação, em São Luís, contra a Covid-19. Até o dia 18, a Prefeitura da capital maranhense já tinha aplicado 83.659 doses, sendo 60.733 de primeira dose e 22.926 de segunda. Também até a última quinta-feira, 22.926 pessoas já tinham recebido a segunda dose, completando o ciclo de imunização.

Ao todo, a cidade já recebeu um total de 96.362 doses, sendo estas destinadas tanto para primeira dose quanto para segunda. O início da campanha de vacinação foi no dia 19 de janeiro de 2021, com a abertura do Centro Municipal de Vacinação, no Multicenter Sebrae, no bairro do Cohafuma.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), o médico Joel Nunes, o Centro já recebeu mais de 45 mil pessoas, dentre profissionais da Saúde e idosos. O espaço funciona de segunda a sábado, das 8h às 17h, e tem capacidade de atender até três mil pessoas por dia, dependendo da quantidade de doses disponíveis.

“Estamos seguindo o cronograma estabelecido em nosso Plano Municipal de Vacinação, que foi elaborado com base nas diretrizes do Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. Neste momento da campanha, estão sendo vacinados idosos e profissionais da Saúde por escalonamento de idade, além de pacientes oncológicos com base em listas fornecida pelas próprias unidades”, informou Joel Nunes.

Segundo o secretário, progressivamente o calendário deve seguir avançando nas faixas etárias que compreendem os públicos supracitados até que se tenha alcançado uma porcentagem acima dos 90% e, assim, a prefeitura possa ampliar a vacinação para novos públicos.

Joel Nunes informou também que um levantamento da Semus, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semcas), apontou 173 idosos institucionalizados que já receberam a vacina.

O imunizante foi aplicado em nove Instituições de Longa Permanência para Idosos, sendo estas: Associação das Senhoras de Caridade do São Vicente de Paulo; Asilo Mendicidade de São Luís; Casa Happy Espaço de Convivência; Casa de Acolhida Temporária e Residência Inclusiva do Município; Instituição de Longa Permanência para Idosos Solar de Outono; Lar Bela Vida; Instituição de Longa Permanência Lar Calábria para Idosos; e Recanto do Aconchego.

Em relação à vacinação para pessoas com deficiência e outras vulnerabilidades, segundo Joel Nunes, a Prefeitura de São Luís já concluiu a imunização de pessoas com eficiências institucionalizadas, conforme as orientações do Ministério da Saúde.

PLATAFORMA PARA CADASTRAMENTO DE IDOSOS

A Plataforma Vacina São Luís está hospedada no site da Prefeitura. Nele, idosos acima dos 70 anos, seus familiares ou vizinhos podem preencher de maneira fácil e rápida os dados de identificação fornecendo as informações básicas, de endereço e contato, além de informar se o idoso é acamado ou não. “Feito isso, basta aguardar o dia da convocação para faixa etária a qual o idoso faz parte por meio dos canais oficiais da prefeitura de São Luís”, informou Joel Nunes.

DRIVE-THRU

Joel Nunes disse que o DriveThru instalado na Universidade Federal do Maranhão (Ufma) deve permanecer em funcionamento até quando for necessário, conforme a oferta de doses de vacina, como uma maneira de descentralizar os pontos de vacinação.

CADUNICO

A Secretaria Municipal de Saúde informou que segue realizando a busca ativa junto à Secretaria Municipal de Assistência Social, para a vacinação de idosos em situação de vulnerabilidade social. Até o momento, 116 doses já foram aplicadas neste público.

ZONA RURAL

Segundo o secretário Joel Nunes, a logística de vacinação na zona rural acontece por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio dos Centros de Referência (Cras), que é responsável por fazer o levantamento dos idosos em situação de vulnerabilidade por meio de busca ativa.

Os dados levantados são fornecidos à equipe de imunização da Semus, que destina uma equipe de vacinadores até essas localidades.

PACIENTES ONCOLÓGICOS

Segundo Joel Nunes, a vacinação acontece de forma gradativa, conforme o repasse de lotes de vacina por parte do Ministério da Saúde.

As unidades especializadas em tratamento oncológico é quem realiza a seleção e ordem dos pacientes a serem imunizados e, a partir disso, se aplica o imunizante de acordo com a quantidade de doses disponibilizadas naquele momento.

Carregando