Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Policiais militares são presos em Turilândia tentando liberar carga apreendida

Carga contrabandeada avaliada em quase R$ 8 milhões havia sido apreendida horas antes.

Carga contrabandeada avaliada em quase R$ 8 milhões (Foto: Divulgação)

Foram presos, na quarta-feira(24), dois policiais militares suspeitos do crime de corrupção ativa, na cidade de Turilândia, distante 162 km de São Luís. Eles foram identificados como Ickson James Silva Barros e Sergio Alex da Silva Fonseca, ambos lotados no Batalhão de Zé Doca.

Os militares foram presos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE), de Pinheiro, ao tentarem negociar a liberação de uma carga contrabandeada avaliada em quase R$ 8 milhões e que havia sido apreendida horas antes. Na ocasião, os caminhões foram interceptados quando saíam de um porto clandestino em um povoado de Turiaçu. Foram apreendidas várias capas de celulares e TV Box. Cinco pessoas foram conduzidas à delegacia.

Conforme as informações, quando a carga estava sendo levada, o tenente que estava no comando da operação recebeu uma mensagem propondo a liberação do material por R$ 100 mil. Ficou então acertado que o valor seria repassado na entrada de Turiaçu, em um posto de combustível.

Já no local combinado, os dois policiais presos, juntamente com um homem que seria representante da empresa dona da carga, identificado como Maycon Douglas da Silva Araújo, propôs pagar R$ 10 mil e o restante seria entregue no dia seguinte. Nesse momento, o trio foi autuado em flagrante.

Os militares foram encaminhados para o presídio do Quartel do Comando Geral, no bairro do Calhau, em São Luís.

Carregando