Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Vereador de São Luís é autuado por receptação culposa após apreensão de carro com registro de roubo

O parlamentar disse ter adquirido o veículo em uma transação comercial com pessoa de sua confiança.

Veículo foi furtado de uma locadora em Pernambuco (Foto: Divulgação)

O vereador de São Luís Thyago Freitas (DC) foi autuado pelo crime de receptação culposa (definida no § 3º do artigo 180 do Codigo Penal, trata-se da falta de cuidado quanto à origem da coisa, que possivelmente tenha origem criminosa, mas a pessoa preferiu ignorar), nessa quarta-feira (24). No condomínio onde o parlamentar reside, localizado na Ponta d’Areia, a Polícia Civila preendeu um veículo, modelo Fiat Toro, que teria sido subtraído de uma locadora do estado de Pernambuco.

Segundo informações do delegado Márcio Dominici, titular do 4ºDistrito Policial, do Vinhais, responsável pelo caso, a empresa entrou em contanto com a Polícia Civil maranhense, relatando diversos prejuízos que estava tendo em razão da locação de automóveis feitos com documentos falsos e que não eram devolvidos.

“Dois desses veículos foram identificados circulando na cidade de São Luís. Um deles, que localizamos no prédio da Península, foi apreendido na posse de um vereador. Esse veículo tinha registro de roubo e furto no estado de Pernambuco”, explicou.

Dominici disse que, em depoimento, o parlamentar alegou que o carro foi recebido por ele em garantia de uma dívida, que seria um empréstimo. Outra parte envolvida foi ouvida e admitiu ter conhecimento da origem ilícita do automóvel, tendo pagado em torno de R$ 22 mil para um automóvel avaliado em R$ 130 mil.

“Existe uma quadrilha interestadual, inclusive já identificada, e que responde a crimes em Pernambuco e Alagoas como estelionato e falsidade ideológica. Essa quadrilha é que dá início aos golpes e repassa para pessoas de diversos estados. A questão agora é saber a ligação das pessoas aqui do Maranhão”, pontuou.

Os policias também localizaram em uma bolsa do vereador Thyago Freitas diversos cheques com altos valores, que serão checados para saber se são de procedência lícita.

“O parlamentar foi autuado, a princípio, pela receptação culposa e, em paralelo, foi instaurado o inquérito para analisar se a conduta dele se enquadra em outros tipos penais”, destacou o delegado.

PARLAMENTAR SE DEFENDE

Em entrevista à Rádio Mirante AM, o vereador Thyago Freitas disse que comprou o carro de um rapaz com quem já fez vários negócios, e seria de sua confiança. O valor oferecido foi de R$ 50 mil e, na ocasião, ele disse ter passado R$ 15 mil e o restante seria pago após verificar a situação do veículo.

“Ele pediu R$50 mil, disse para pagar as parcelas para quitar o carro. A chave reserva estava na locadora e depois de quitado se pegaria. Peguei meu telefone particular e liguei para locadora para saber sobre o carro”, contou o parlamentar.

Thyago Freitas afirmou ter esclarecido toda a situação na delegacia e que o rapaz que lhe repassou o carro assumiu tudo.

O vereador disse, ainda, que apenas o outro envolvido foi autuado por receptação e que ele responderia um Termo Circunstanciado de Ocorrência. A informação, vale ressaltar, não confere com o que foi dito pelo delegado Márcio Dominici.

Sobre os cheques encontrados com ele pela polícia, o vereador esclareceu que também é empresário e trabalha no ramo de distribuição de madeiras, de material de construção e venda e compra de carros.

Carregando