Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Denúncia de Duarte sobre gastos da Prefeitura de São Luís provoca reações de secretário

Joaquim Haickel afirmou que o deputado mostrou completo despreparo quanto ao assunto abordado.

Denúncia do deputado Duarte Jr levou Joaquim Haickel a reagir duplamente (Foto: Reprodução)

Uma denúncia do deputado estadual Duarte Jr (Republicanos) provocou reação em dois tempos do secretário Joaquim Haickel: uma como secretário de comunicação da Prefeitura de São Luís e outra como cidadão.

Em suas redes sociais, na noite de quinta-feira, 8, Duarte postou um termo aditivo mostrando gastos da Prefeitura de São Luís no corrente exercício, na ordem de R$ 6 milhões e 500 mil, juntamente com um relatório de relação de despesas que destaca o valor de R$ 7.641.771,60.

Segundo Duarte, “esse montante não deveria ser utilizado apenas pela Secretaria Municipal de Comunicação em virtude do caos social que vem sendo instalado em todo o país por consequência da pandemia”.

Para o parlamentar, trocar adesivo de lixeiras não deve ser prioridade em um momento que a fome aumenta. “Se você fosse prefeito de São Luís durante a pandemia, o que faria com R$ 7 milhões? O atual prefeito destinou todo esse recurso para a comunicação. Um absurdo, pois a prioridade é garantir leitos, mais pontos de vacinação, colocar comida na mesa das pessoas, não adesivo em lixeira”, diz a legenda postada com as imagens do termo e relatório.

“Com R$ 7 milhões nessa pandemia poderia estar fazendo um auxílio municipal ou poderia entregar mais de 185 mil cestas básicas ou garantir o funcionamento de mais de 130 leitos de UTI para Covid. Trocar adesivo de lixeira não é prioridade”, disse Duarte no quadro Bora Resolver, do qual participa às segundas e quartas, às 13h.

O deputado se referiu à logomarca que a Prefeitura de São Luís colocou nos cestos de lixos fixados em postes das avenidas da cidade. A iniciativa tem como propósito divulgar a nova identidade visual em substituição à marca da gestão do ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

REAÇÃO DE HAICKEL

Diante da postagem de Duarte, Joaquim Haickel reagiu em dose dupla. Como secretário, emitiu nota negando qualquer gasto com essa finalidade e que não tem qualquer contrato para troca de adesivos.

“Sobre as notícias falsas propagadas pelo deputado Duarte Júnior, a Secretaria Municipal de Comunicação (SECOM) informa que não pagou ou tem qualquer contrato para troca de adesivos de lixeiras da cidade. Outrossim, aproveita a oportunidade para informar que os recursos orçamentários da SECOM, bem como toda a movimentação financeira decorrente das ações implementadas pela Secretaria, estão disponíveis no Portal da Transparência, no site da Prefeitura”.

Em seguida, Haickel fez uma postagem em suas redes sociais enfatizando que estava reagindo como cidadão e não como auxiliar do prefeito Eduardo Braide. Nela, Haickel ataca fortemente o deputado Duarte, utiliza expressões pesadas.

“Sobre as notícias falsas ditas pelo deputado Duarte Júnior e propagadas por alguns poucos ‘jornalistas’ detentores das mesmas características dele, eu poderia dizer simplesmente que a troca dos adesivos das lixeiras da cidade de São Luís não foi paga pela secretaria de comunicação”, afirmou.

Disse também que o parlamentar do Republicanos, “mostrou completo despreparo quanto ao assunto abordado e confirmou o fato de não ter um bom caráter, agindo de forma abjeta e politiqueira no que diz respeito ao enfrentamento da pandemia. Um assunto como esse não deve e não pode servir de palanque, muito menos para dar vazão a mágoas ou ressentimentos de alguém que perdeu fragorosamente uma eleição, na qual o povo de São Luís disse NÃO às suas sandices e SIM à esperança de ter Eduardo Braide como seu prefeito. Se esse senhor não sabe, a Secretaria de Comunicação do Município de São Luís não gastou R$ 7 milhões para adesivar lixeiras. A nossa equipe de Comunicação trabalha para bem informar os ludovicenses, diferente desse ‘senhor’ que oferece completo desserviço cada vez que abre a boca e se utiliza de blogueiros que, como já disse, possuem suas mesmas características”, acrescentou.

Por fim, Joaquim Haickel afirmou que “um trabalho sério como o que está sendo realizado pela SECOM não deve e não pode ser colocado em dúvida por alguém que se diz conhecedor de leis, mas que não sabe acessar o site e as redes sociais da Prefeitura, onde constam diariamente os números de vacinação, bem como de leitos exclusivos para a Covid-19”.

DEPUTADO CONTESTA

O deputado Duarte contestou a nota do secretário Joaquim Haickel. “O próprio Portal de Transparência da Prefeitura mostrava esse gasto, mas, se não houve essa despesa, então qual a origem desse recurso? Quem pagou? Quem doou para esse fim, em plena pandemia, podendo doar a quem passa fome neste momento”? “Por que a Secom postou a nota depois de retirar o Portal da Transparência do ar”?, questionou o parlamentar.

Carregando