Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Rodoviários da empresa Viação Estrela paralisam atividades no Anjo da Guarda, em São Luís

Motoristas e cobradores reclamaram do pagamento parcial de salário e reivindicam o tíquete alimentação.

Revoltados com o fracionamento do salário e o não repasse do tíquete alimentação, rodoviários cruzaram os braços em frente à garagem da Viação Estrela (Foto: Gilson Ferreira)

Motoristas e cobradores da Viação Estrela (Taguatur), que compõe o Consórcio Central, paralisaram seus serviços nessa terça-feira (13). A categoria iniciou a greve temporária por volta das 3h, na frente da garagem da empresa, que fica no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís.

Os funcionários protestam contra o pagamento fracionado de salário, e reivindicam ainda o recebimento do tíquete alimentação. Por volta das 7h30, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, informava que ainda não havia negociação para o fim da paralisação.

“A empresa fez foi fechar o portão da garagem, enquanto os rodoviários estão em frente a ele. O motivo do protesto é o pagamento irregular do salário. Não temos mais como aguentar essa situação. Estamos aqui para transportar o povo dessa cidade (São Luís), mas devido questões trabalhistas tivemos que parar”, declarou Marcelo Brito.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários, a empresa Viação Estrela tem aproximadamente 600 funcionários, e, por toda a região do Anjo da Guarda e Itaqui-Bacanga rodam cerca de 200 ônibus coletivos.

De acordo com os funcionários, a paralisação foi motivada pelo atraso no pagamento integral dos salários e também do tíquete alimentação dos rodoviários. Os manifestantes disseram que este mês houve casos de cobradores e motoristas receberem de R$ 68 a R$ 400. Os funcionários disseram que a empresa não avisou sobre pagamento salarial reduzido.

Devido à paralisação, a região onde houve o protesto foi afetada pela falta de transporte público. Na maioria das paradas de ônibus, havia passageiros aguardando o coletivo ou recorrendo aos serviços dos “carrinhos”.

Por meio de nota, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informou que está dando apoio ao movimento dos funcionários e que está ciente sobre os problemas enfrentados por eles.

ÍNTEGRA DA NOTA

“O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informa que está neste momento (ontem), na porta da garagem da empresa Viação Estrela (Taguatur), na área Itaqui-Bacanga, dando total apoio ao movimento iniciado pelos trabalhadores, ainda na madrugada desta terçafeira (13).

Os problemas enfrentados pelos trabalhadores são vários, entre eles, salários atrasados, descontos indevidos nos salários e não pagamento do ticket alimentação.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, está no local e aguarda a chegada dos representantes da empresa, para que possam tratar sobre o assunto e garantir uma solução para toda essa situação, que está prejudicando os trabalhadores.

Por enquanto, os trabalhadores seguem de braços cruzados e os ônibus permanecem parados nas garagens”.

O Jornal Pequeno fez mais de uma tentativa de contato com o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), por meio do telefone 2106-1800. Em uma das tentativas, uma funcionária atendeu, porém, ao transferir a ligação, chamou, e depois caiu. Logo em seguida, o JP tentou novamente, mas, desta vez, a ligação caiu após alguns toques.

Carregando