Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Anunciada rede de acolhimento e vacina para educadores contra a Covid-19

O governador atualizou o cenário da doença e reforçou o trabalho da gestão

Governador atualizou o cenário da doença e o trabalho da gestão na pandemia (Foto: Bruno Carvalho)

Pacientes com sequelas da Covid-19 vão contar com um sistema de atendimento na saúde estadual. Em coletiva na manhã desta sexta-feira (16), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino anunciou a implantação da Rede Cuidar, que vai oferecer tratamento psicológico aos pacientes e seus familiares, além de outras especialidades médicas. Durante a coletiva, o governador atualizou o cenário da doença e reforçou o trabalho da gestão.

A Rede Cuidar vai contar com psicólogos, psiquiatria, cardiologia, nefrologia, endocrinologia, clínica médica, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia e neurologia. Vai funcionar no Hospital Carlos Macieira (São Luís), Hospital Macrorregional de Imperatriz e Policlínicas de Santa Inês e Presidente Dutra. O serviço estará disponível a partir da segunda-feira (19).

O governador anunciou início da vacinação para a Educação, nesta terça-feira (20). A campanha vai alcançar profissionais da ativa, das redes pública e privada, com 55 anos ou mais. “Temos como objetivo a manutenção das atividades educacionais”, frisou. Divulgou ainda prorrogação das medidas restritivas por mais uma semana.

Dessa forma, escolas públicas manterão aulas na modalidade online; escolas privadas no modelo hibrido (online e presencial); comércio (incluindo supermercados e academias) das 9h às 21h; delivery até 23h; atividades religiosas com 50% ocupação de ocupação dos templos; pessoas do grupo de risco afastadas do trabalho no setor público e privado.

Vacinação

O Maranhão recebeu, até o momento, 1,34 milhão de doses da vacina contra Covid-19. Na aplicação, o estado passou de 21 para 121, o número de municípios com mais de 70% das doses da vacina já aplicadas.

“Com essa perseverança, conseguimos, na justiça, que a Anvisa responda sobre a vacina Sputinik”, reiterou o governador. Por determinação do Superior Tribunal Federal (STF), a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), tem até final de abril para definir sobre a importação do imunizante, caso contrário, os estados ficam autorizados a adquiri-la.

Novos leitos

O Maranhão permanece como o estado do país com o menor número de mortes por Covid-19. A taxa de ocupação de leitos teve redução na rede pública estadual, se mantendo a média de 80%, tanto os leitos clínicos, quanto os de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Para atendimento à demanda, mais de 980 novos leitos já foram abertos pelo Governo do Estado.

Medidas sociais

O governador destacou a abertura dos 55 Restaurantes Populares para oferecer jantar a R$ 1. Ainda, a distribuição de máscaras e cestas básicas em todo o Maranhão; adiantamento da primeira parcela do 13º para servidores estaduais da Saúde (Emserh e institutos), regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a ser pago no dia 26 de abril.

Carregando