Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Vila Mariana se destaca pela qualidade e diversidade de sua infraestrutura

Próximo ao centro da cidade, à Avenida Paulista e ao Parque do Ibirapuera, bairro situa-se em uma das regiões mais procuradas da Capital e conta com opções de lazer, lojas comerciais, atrações culturais, bares, restaurantes e universidades

Foto: Reprodução

Uma das regiões mais charmosas e valorizadas da cidade de São Paulo – composta também pelos bairros de Moema e Saúde e cerca de 350 mil habitantes –, a Vila Mariana tem uma vida pulsante, com um bom equilíbrio entre áreas residenciais e comerciais.

Com alto IDH (0,950), possui uma alta renda média, em torno de R$ 3,6 mil mensais, bem acima do índice do município, que é cerca de R$ 1,3 mil.

A região é conhecida por sediar a Escola Paulista de Medicina, o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), o Centro Universitário Assunção (Unifai), o Museu Lasar Segall e os tradicionais estabelecimentos de ensino (Colégio Bandeirantes, Colégio Benjamin Constant, Liceu Pasteur, Colégio Marista Arquidiocesano, Colégio Madre Cabrini e a Faculdade e Escola Técnica Senai-Anchieta.

O bairro também está bem atendido em relação à saúde, por meio do Hospital São Paulo e do Hospital do Servidor Público Estadual, além de instituições para o tratamento de jovens e idosos. Na área de cardiologia, destaque para o hospital Dante Pazzanese.

O contato com a natureza é um dos pontos altos locais. Inaugurado em 1954 e tombado pelo patrimônio histórico de São Paulo, o Parque Ibirapuera é uma das grandes atrações da região que compõe a Vila Mariana. Com 110 hectares, o parque é o mais frequentado da América do Sul, com algo entre 12 a 14 milhões de visitantes por ano.

Outra joia do bairro é o Museu Lasar Segall, idealizado pela viúva do artista judeu Jenny Klabin Segall, ele foi criado como associação civil sem fins lucrativos em 1967 pelos filhos do casal, Mauricio Segall e Oscar Klabin Segall. Em 1985, o Museu foi incorporado à Fundação Nacional Pró-Memória, e é hoje uma unidade do Instituto Brasileiro de Museus – Ibram, autarquia do Ministério da Cultura.

Além do acervo museológico, o estabelecimento é também um centro de atividades culturais, oferecendo programas de visitas educativas, cursos nas áreas de gravura, fotografia e literatura, e abriga um cinema e uma biblioteca especializada em artes do espetáculo e fotografia.

Já o Museu do Instituto Biológico abriga o Planeta Inseto, com atrações lúdicas e criativas para toda a criançada. Além disso, no Parque Ibirapuera também estão o Museu de Arte Moderna, o Museu de Arte Contemporânea, a Fundação Bienal, o Museu Afro, entre outros.

Carregando