Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Dubladora da ‘Peppa Pig’, Ana Lucia Menezes, morre aos 45 anos após AVC

Atriz estava internada desde o último 13 de abril e passou por uma cirurgia de emergência no domingo (18).

Bia e Ana Lucia Menezes (Foto: Reprodução / Instagram)

Ana Lucia Menezes, famosa por ser a dubladora de tramas juvenis como Peppa Pig, iCarly e Rebelde morreu aos 45 anos, nesta terça-feira (20), após sofrer um AVC. As informações foram reveladas pela filha da atriz em seu Instagram, com homenagem em publicação.

“Esse texto estava preparado desde sexta, eu já sabia. Você não voltou pra mim. Mas voltou para sua casa. seu lar. sua morada ao lado do nosso Pai. E estou grata a Deus por isso, grata a Deus por te levar para os braços Dele, grata a Deus por FAZER, não foi do nosso jeito, mas foi da maneira mais perfeita possível, como tudo que Ele faz. Você escreveu uma história aqui, e eu terei a obrigação de continuá-la porque sei que seria exatamente como você gostaria que eu fizesse. Você lutou até o último minuto, agora é hora de descansar e usufruir do que Deus preparou para Ti. Eu te amo e sempre te amarei, até a eternidade”, disse Bia.

A dubladora passou por uma cirurgia de emergência na noite do último domingo (18) devido ao AVC que sofreu na terça-feira (13). Ana Lucia estava internada na Clínica São Vicente, na Gávea, no Rio de Janeiro.

AVC e internação
A artista foi encaminhada para a unidade após desmaiar no banho, convulsionar e ser socorrida pela família e por uma vizinha que é médica. Ela foi encaminhada inicialmente para o Hospital São Francisco na Providência de Deus, na Tijuca, bairro onde mora, mas logo foi transferida para o São Vicente devido a necessidade de cirurgia.

No procedimento, o segundo desde o Acidente Vascular Cerebral, foi retirada a calota craniana (ossos e placas de cartilagem que formam a cavidade onde fica o cérebro), e os médicos sugerem que houve trombose no cérebro. Bia Menezes, filha da artista, fez pedidos de doação na internet para a realização da cirurgia.

Bia disse que Ana Lucia temia ficar com a saúde debilitada após as cirurgias. “Minha mãe tem muita fé em Deus. Por conta das restrições da Covid-19, a gente só se viu por chamada de vídeo. Ela está acompanhada por uma prima. Ela é uma pessoa muito ativa e não quer depender de cadeira de rodas ou vegetar numa cama. Ela falou ‘minha filha, se for para ficar assim, eu prefiro que Deus me leve'”, disse ela, na segunda-feira (19).

Carregando