Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia procura grupo que deu calote no restaurante Coco Bambu

Com os vídeos, que ajudam a identificar uma mulher e dois homens, polícia espera autuar os responsáveis pela fraude aplicada no restaurante

Foto: Reprodução

Investigadores da 1ª Delegacia de Polícia da Asa Sul, em Brasília, analisam imagens de câmeras de segurança e buscam informações sobre uma família que aplicou golpe de R$ 800 no restaurante Coco Bambu, no Setor de Clubes Esportivos Sul (SCES). Com a ajuda dos vídeos, por meio dos quais é possível identificar uma mulher e dois homens, a polícia espera autuar os responsáveis pela fraude, relacionada a um crime de menor potencial ofensivo.

Se forem localizados e intimados, os suspeitos irão assinar um Termo Circunstanciado (TC) e liberados em seguida. A apuração teve início após responsáveis pelo estabelecimento registrarem um boletim de ocorrência contra os suspeitos. O grupo deixou o restaurante sem pagar uma conta de mais de R$ 800. Utilizando a tática de deixar o local um por vez, os três adultos e uma criança que os acompanhava deixaram o restaurante às margens do Lago Paranoá, sem levantar suspeitas.

O caso ocorreu no domingo (18) e foi gravado por câmeras de segurança. Segundo um dos sócios da rede, Beto Pinheiro, não foi a primeira vez que as mesmas pessoas cometem o ato.

“Já ocorreu outra vez. São dois homens, uma mulher e uma criança. A mãe vai buscar o menino na brinquedoteca e é a primeira a sair; depois, levanta um homem e vai embora; e fica sobrando o último”, explica.

Na filmagem, é possível ver a movimentação. O último homem fala algo com o garçom, espera uns segundos e vai embora rapidamente. “Ele pediu um chope e esperou o funcionário dar as costas. Eles até deixaram a sacola com a comida que levariam para trás”, comenta Beto Pinheiro.

Carregando