Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Profissionais da Saúde Indígena são indiciados por desviarem doses da Coronavac em Barra do Corda

Técnica de enfermagem utilizou a vacina destinada à população indígena e aplicou em três parentes, acompanhada de um enfermeiro.

Uma técnica de enfermagem da Saúde Indígena do Polo Base de Barra do Corda (distante 449 km de São Luís) foi indiciada por desviar doses da vacina Coronavac, destinada à imunização da população indígena, e aplicar em três familiares. A Polícia Federal instaurou inquérito policial no dia 17 de março de 2021 para apurar a conduta da suspeita.

Uma equipe da Polícia Federal se deslocou aos municípios de Barra do Corda/MA e de Jenipapo dos Vieiras/MA para a colher depoimentos dos envolvidos. Na oportunidade, a técnica de enfermagem confessou a prática delitiva, e os parentes vacinados também confirmaram o recebimento das doses da vacinação.

Com o desenrolar das investigações, conforme a PF, foi possível verificar que um enfermeiro ao qual estava subordinada a técnica de enfermagem acompanhou a vacinação indevida de dois parentes dela, tendo, inclusive, feito os registros da imunização irregular de um deles.

Com isso, a Polícia Federal indiciou a técnica de enfermagem no crime de peculato (art. 312 do CP) e o enfermeiro no crime de peculato a título de omissão imprópria (art. 312 c/c art. 13, §2º, “b” do CP), pois figurava na posição de garantidor, possuindo o poder e dever de agir para impedir a vacinação irregular, entretanto manteve-se inerte.

Carregando