Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Laudo aponta que criança de 5 anos foi estuprada por primo

O suspeito dos abusos ainda não foi recolhido, mas deve ser ouvido nos próximos dias.

Foto: Reprodução

O caso de uma criança de 5 anos que sofreu abuso sexual em uma comunidade da cidade de São João da Varjota, no Sul do Piauí, está sendo investigado pela Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia Regional de Oeiras, para onde o caso foi encaminhado. O suspeito do crime é um adolescente de 16 anos, primo da vítima. O crime aconteceu no último domingo (25).

O Sargento João Vicente da Cruz, que atuou no 14º Batalhão da Polícia Militar de Oeiras e que é tia vítima, deu detalhes sobre a investigação e da conclusão do laudo. Segundo o familiar, o menor ainda não foi recolhido, mas deve ser ouvido nos próximos dias.

“Até o momento ele não foi recolhido, porque ele é de menor e ainda está naquele processo de investigação. A delegacia está realizando os procedimentos e está nesse trâmite ainda. A família está aguardando os resultados. Claro que existe a insatisfação deles e da sociedade, mas estamos aguardando esses resultados”, disse.

A mãe da criança, que denunciou o caso ao Conselho Tutelar de São João da Varjota, soube do abuso quando estava dando banho em na filha, no qual teria chorado e relatado que seu primo teria ‘mexido nela’. Além disso, foi descoberto que a irmã dela também teria sido violentada, mas meses atrás. Diante disso, as duas foram levadas para exames no Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (SAMVIS) no município de Floriano.

“As meninas foram submetidas aos exames de corpo de delito. Eu tive acesso à perícia e ao laudo, que foi configurado a penetração com o dedo, mas não rompeu o hímen; não houve a penetração de fato, mas houve lesões nas paredes do órgão genital de uma das crianças. Houve a tentativa. As duas crianças foram submetidas a exames. A outra, como foi meses atrás também vítima dos abusos, deu negativo. Foi descoberto que essa outra irmã também foi abusada”, explicou o Sargento.

O CASO

Uma criança de apenas cinco anos de idade foi abusada sexualmente pelo próprio primo, um adolescente de 16, em uma comunidade da zona rural de São João da Varjota, no Sul do Piauí. O caso aconteceu no último domingo (25).

As duas meninas foram até um responsável e pediram para irem brincar na casa de uma tia, sendo autorizado. Na sequência, uma das crianças teria chegado assustada pedindo para sua tia tomar banho.

Diante disso, a mãe ouviu o pedido e foi banhar a menina. Quando a vítima viu sua mãe, pediu para tomar banho sozinha. A mãe, logo, não permitiu pois tinha que lavar o cabelo da criança, então, ela começou a chorar. Estranhando a situação, a mulher perguntou o que tinha acontecido. Muito assustada, a menina falou que um primo tinha “mexido com ela”.

A mãe entrou em desespero e pediu para que a criança falasse o que de fato tinha acontecido. Após a insistência da família, a menina contou que seu primo, um adolescente de 16 anos,  teria a derrubado e tocado em suas partes íntimas com o dedo. Além disso, ela teria relatado que isso não aconteceu apenas com ela, que ele fez o mesmo com outras crianças, sendo uma delas, irmã da vítima.

O Conselho Tutelar da cidade de São João da Varjota fez a denúncia, que foi encaminhada ao Ministério Público do Piauí. Um boletim de ocorrência também foi registrado na Delegacia Regional de Oeiras, e a criança foi encaminha para a realização dos exames.

Carregando