Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Governo espera inaugurar o Hospital da Ilha até o fim do ano

Na primeira fase, 212 leitos serão abertos, com potencial para até 400.

As obras do Hospital da Ilha devem ser concluídas até o final do ano (Foto: Handson Chagas)

Com obras avançadas e mais da metade dos serviços concluídos, de acordo com o Governo do Maranhão, seguem os trabalhos de construção do Hospital da Ilha. A nova unidade de saúde está localizada no Turu e vai atender, na urgência e emergência, pacientes da Região Metropolitana de São Luís e entorno. Na primeira fase, 212 leitos serão abertos, com potencial para até 400. A previsão é que a unidade seja inaugurada até o final deste ano.

Nesta etapa, segue a execução em seis blocos, com serviços de infraestrutura elétrica, aterro, reboco, piso, tubulação de combate a incêndio, instalação de equipamentos de automação, infraestrutura de gases medicinais, rede fria e quente e outras atividades, conforme informou o governo. A parte externa do prédio recebe pintura da fachada, estrutura de concreto, rampa de acesso, muro e área de lavagem para ambulância. Os testes de incêndio também já iniciaram, cumprindo o exigido pelos órgãos fiscalizadores.

A obra é executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra). “É um hospital de primeiro mundo. Vai oferecer mais conforto, dignidade e resolutividade na urgência e emergência, ponto central no atendimento de saúde pública”, afirmou o secretário Clayton Noleto.

O impacto para os atendimentos na área de urgência e emergência foram destacados pelo secretário de Saúde, Carlos Lula. “Será um hospital de porta aberta, para a urgência e emergência. Vamos alinhar com os municípios para adequarmos e também para determinar os serviços disponíveis ao Hospital da Ilha e Socorrões I e II. A saúde funciona em rede e queremos que esse hospital some nas melhores condições de funcionamento dos Socorrões”, frisou.

Para a construção do Hospital da Ilha, o Governo ressaltou que fez um investimento de aproximadamente R$ 160 milhões, em uma unidade que terá 212 leitos na primeira fase. O hospital vai atender toda a urgência e emergência da Grande Ilha, além de municípios no entorno. A unidade possui área construída de 32 mil m², em um total de 62 mil m². São cerca de 250 profissionais diretos, além de empregos indiretos.

Carregando