Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Música ao vivo está liberada a partir deste sábado no Maranhão, confirma o Governo

Programações com até 100 pessoas serão permitidas somente a partir da segunda-feira (17).

Governador Flávio Dino anunciou novas medidas em entrevista coletiva (Foto: Divulgação)

Em entrevista coletiva concedida nessa sexta-feira, 14, o governador Flávio Dino anunciou novas medidas sobre o cenário da Covid-19 no Maranhão. Entre elas, o retorno dos eventos com música ao vivo, que estão liberados para ocorrer a partir deste sábado, 15. Bares e restaurantes podem funcionar até às 23h. As programações com até 100 pessoas serão permitidas na segunda-feira (17) em diante.

Durante a coletiva, o governador anunciou novos grupos prioritários para receber a vacinação contra Covid-19. Dino também informou o retorno ao trabalho de pessoas do grupo de risco que já vacinaram, divulgou a chegada de novo lote de vacinas Coronavac, prorrogou medidas sanitárias e atualizou o cenário da doença no Maranhão.

Pessoas em situação de rua, caminhoneiros e profissionais dos transportes rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e portuário são os novos grupos prioritários para vacinar contra a Covid-19.

“São decisões tomadas com base no Plano Nacional de Imunização. São categorias que constam do plano”, frisou o governador. A vacina destes grupos deve iniciar na quarta-feira (19).

O governador anunciou ainda que novos grupos por faixa etária serão definidos, também com base no PNI. “Dependerá da oferta de vacinas e de constar no PNI”, pontuou Dino.

Novas vacinas chegam ao Maranhão até segunda-feira (17). Trata-se de lote da Coronavac, que será distribuído a 33 municípios maranhenses para aplicação da segunda dose.

Até o momento, o Maranhão recebeu 2,36 milhões de doses de vacinas e nova remessa será enviada a cidades que ultrapassaram os 80% de aplicação das doses – 115 municípios bateram essa marca. Na vacinação dos profissionais da educação, foram 83 mil imunizados. “Com isso, criam-se as condições para começarmos os debates com os municípios, sobre a retomada das aulas presenciais. O debate será coordenado com as redes municipais, mas, a decisão caberá a cada prefeito”, frisou Dino.

Na rede estadual, haverá reunião com gestores; e quanto ao ensino superior, o governador lembrou que há a autonomia das instituições para definir. Paralelamente, o Governo segue a vacinação dos grupos determinados pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

Cenário da Covid-19

No Brasil, o Maranhão é o estado com a menor taxa de contágio do coronavírus, o de menos mortes pela doença, e está em situação de queda no número de casos, segundo apontou Flávio Dino. A ocupação de leitos continua em queda, sendo que os de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que já chegaram a 90%, caíram para 65%; os leitos clínicos, que estavam em 66% de ocupação, reduziram para 46%.

Dino anunciou que pessoas do grupo de risco que foram vacinadas podem retornar ao trabalho após 30 dias – exceto gestantes. A medida vale para setores públicos e privados. As determinações vigentes permanecem até 24 de maio. Portanto, escolas públicas manterão aulas na modalidade online; escolas privadas no modelo híbrido (online e presencial); indústria e comércio (incluindo academias), das 9h às 21h; bares e restaurantes, até às 23h; supermercados de 6h a 0h; delivery até 23 horas. Os estabelecimentos devem funcionar com 50% da capacidade.

Administração pública estadual e igrejas funcionam com 50% da capacidade; e demais protocolos sanitários – uso de máscaras, distanciamento social – continuam obrigatórios.

Carregando