Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Testagem para detecção da Covid-19 é realizada no aeroporto de São Luís

As pessoas diagnosticadas com a doença são orientadas quanto ao isolamento e comunicado o caso à Anvisa.

A testagem é voluntária e ficará disponível 24 horas (Foto: Laecio Fontenele)

Foi iniciada nesta quinta-feira, 27, a testagem para detecção da Covid-19 no Aeroporto Marechal Cunha Machado, em São Luís. A ação, de acordo com o Governo do Maranhão, faz parte da estratégia para intensificar o rastreamento de casos da doença nas principais entradas do estado. O trabalho teve início com testes no Terminal da Ponta da Espera, na terça-feira (25).

O secretário adjunto de Assistência à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Carlos Vinicius Ribeiro, reforça a importância da iniciativa. “Quanto mais a gente aumenta a nossa capacidade de testagem, mais a gente identifica pacientes com a Covid-19. A partir daí, nós isolamos este paciente mais rapidamente. A testagem em massa é uma estratégia para a gente poder também dar uma resposta de maior e melhor qualidade no combate à pandemia”, detalhou

Uma sala no aeroporto de São Luís foi disponibilizada para a realização dos testes rápidos de antígeno, cuja amostra é coletada por meio de swab, um cotonete estéril que é inserido no nariz, que identifica o vírus no início da doença, especialmente na primeira semana, quando o indivíduo possui grande quantidade do vírus Sars-CoV-2. O resultado sai em cerca de 15 minutos.

As pessoas que testarem positivo durante a ação serão encaminhadas para coleta de um segundo exame RT-PCR. A amostra então é encaminhada para análise no Laboratório Central do Maranhão (Lacen/MA). Também é levado em conta por onde essa pessoa que testou positivo para a Covid-19 passou e com quem teve contato. Dependendo da avaliação, a amostra pode ser encaminhada para o Instituto Evandro Chagas, em Belém, para ser realizado o sequenciamento genético e saber com que tipo de variante esse paciente está contaminado.

Além disso, as pessoas diagnosticadas com a doença serão orientadas quanto ao isolamento e comunicado o caso às companhias aéreas e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão federal responsável pela vigilância em saúde em portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.

“O nosso objetivo é fazer com que as pessoas façam o seu teste para a covid-19. O serviço funcionará 24 horas, por tempo indeterminado, e é mais uma estratégia do Governo do Estado para conter o avanço do coronavírus do nosso estado”, avaliou Marcos Grande, presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, que coordena o serviço junto à SES.

A atriz Ana Lícia Araújo foi submetida ao teste. Ela estava em São Luís vinda do Rio de Janeiro para visitar os pais, que moram no município de Vargem Grande. Após cinco dias no Maranhão, estava retornando para casa.

“É um excelente trabalho, porque se você está contaminado você vai logo cuidar. E se você não está infectado pelo vírus, fica aliviado e pode seguir viagem tranquilamente, sempre se protegendo e seguindo os protocolos. Quando fui abordada pelos profissionais, não pensei duas vezes, vim sim realizar o teste. Trabalho aprovado, tem que ser feito em todo o Brasil, aeroportos, rodoviárias e portos. Testar e vacinar é para segurança de todos nós”, afirmou Ana Lícia.

A estrutura montada no saguão do aeroporto tem capacidade para realizar até 500 atendimentos por dia. A testagem é voluntária e ficará disponível 24 horas, porém seguindo a programação de viagens das companhias aéreas. Para realizar a testagem é preciso apresentar documento oficial com foto e algum documento que comprove a viagem.

Carregando