Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mãe e filha morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de 10 dias em Teresina

Noélia Maranhão foi diretora das escolas Valter Alencar, Deoclécio Dantas e José Omatti, da rede municipal de ensino da capital piauiense.

Mãe e filha morrem de Covid-19 em Teresina com diferença de 10 dias (Foto: Redes Sociais)

A professora Noélia Maranhão, de 58 anos, morreu na manhã deste sábado (05), por complicações da Covid-19 em Teresina. A educadora morreu após 10 dias do falecimento da filha, a estudante de nutrição Bianca Maranhão, de 24 anos, vítima da mesma doença. Além disso, o marido da professora está internado também com Covid-19.

Noélia Maranhão foi diretora das escolas Valter Alencar, Deoclécio Dantas e José Omatti, da rede municipal de ensino da capital. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) lamentou a morte da servidora, que prestou seus serviços por anos com muita maestria.

“É com pesar que a Secretaria Municipal de Educação – SEMEC- comunica o falecimento da professora Noélia Maranhão. Noélia trabalhou com maestria na direção das escolas Valter Alencar, Deoclécio Dantas e José Omatti. A SEMEC se solidariza com toda a família, amigos e alunos da professora”, diz a nota.

kleber Montezuma,  ex-secretário de educação de Teresina, usou suas redes sociais para lamentar a morta da professora. Segundo ele, Noélia Maranhão foi  uma das melhores diretoras de escola da prefeitura de Teresina. “Professora Noelia Maranhão uma das melhores diretoras de escola da prefeitura de Teresina. Seu trabalho ajudou a fazer a educação, da rede municipal, a melhor educação do Brasil, dentre todas as capitais brasileiras. Que Deus a tenha em um bom lugar”, escreveu.

Carregando