Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Laboratório de DNA do Fórum de São Luís realiza exames para investigação de paternidade

A unidade realiza exames para fins processuais e em atendimento a demandas extrajudiciais.

De março do ano passado a março de 2021, a unidade fez 916 testes de DNA (Foto: Divulgação)

O Laboratório Forense de Biologia Molecular retoma esta semana a coleta de material para a realização de exames de DNA, com a volta das atividades presenciais no Judiciário maranhense, que ficaram suspensas de 29 de maio a 6 de junho de 2021, devido ao aumento dos casos de coronavírus em todo o país. A unidade laboratorial funciona no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís, e realiza, gratuitamente, testes para fins de investigação de paternidade.

A chefe do laboratório, bióloga Clarissa Macatrão, explicou que para a realização do exame de DNA o interessado deve procurar os Centros de Conciliação ou as Varas de Família, apresentando documentos de identificação e também informar o endereço das partes envolvidas.

A unidade realiza exames para fins processuais e em atendimento a demandas extrajudiciais, requisitados por juízes de comarcas da capital e do interior, bem como pelos centros de conciliação.

Este ano, até 31 de maio, foram realizados 234 exames. De março do ano passado, quando começou a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), até março de 2021, a unidade fez 916 testes de DNA. As atividades presenciais no Judiciário maranhense ficaram suspensas de março a junho de 2020, mantendo plantão extraordinário, e de 8 de março a 30 de abril e de 29 de maio a 6 de junho de 2021, funcionando com trabalho remoto.

No período de suspensão de atividades presenciais, o laboratório deu seguimento aos exames que estavam em processamento e os que foram enviados à unidade. Também trabalhou movimentando processos administrativos, aproveitando a diminuição da demanda para auditar processos e produzir um artigo para publicação científica. Segundo Clarissa Macatrão, alguns casos excepcionais de coleta ocorreram nesse período.

SOBRE O LABORATÓRIO

O laboratório foi concebido em 1999, na gestão do então corregedor-geral, desembargador Jorge Rachid, para atender uma demanda reprimida, à época, de mais de três mil processos nas Varas de Família. É o único inteiramente mantido pelo Poder Judiciário do Maranhão a realizar exames de investigação de paternidade, gratuitamente.

“Hoje, o Laboratório Forense é uma realidade e um grande avanço em favor do cidadão maranhense. Graças a esse fantástico empreendimento chegamos ao ISO 9001:2015. Ressalto e parabenizo o trabalho do atual corregedor, desembargador Paulo Velten, que não mede esforços para o engrandecimento do laboratório”, destacou o desembargador Rachid.

Em 2013, o laboratório foi referenciado com a certificação ISO 9001:2015, selo aplicado mundialmente para atestar a excelência técnica e a segurança nos resultados dos exames de DNA, mantendo até hoje a certificação.

Em 2020, o laboratório deu um salto tecnológico com a aquisição do sequenciador de DNA (ABI 3500), equipamento usado nos mais modernos laboratórios internacionais e com capacidade de analisar até 192 amostras por dia, o dobro do anterior.

A unidade conta com nove servidores, sendo três analistas em Biologia Molecular, três técnicos de laboratório e três técnicos administrativos.

Com essa equipe, a unidade tem capacidade para realizar 250 exames por mês. Atende pelos telefones (98) 3194- 5631/ 5797 e pelo e-mail labdna_ cgj@tjma.jus.br.

Carregando