Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Assinada ordem de serviço para a reconstrução do Castelinho

Os investimentos são de mais de R$ 22 milhões e a previsão de entrega da obra é de 12 meses.

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, e o secretário de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira, assinaram, nessa quarta-feira (9), ordem de serviço para o início da obra de reconstrução do Ginásio Georgiana Pflueger (Castelinho), em São Luís.

Ordem de serviço foi assinada durante reunião com a presença de representantes do Estado e de entidades esportivas (Foto: Divulgação)

Os investimentos são de mais de R$ 22 milhões e a previsão de entrega da obra é de 12 meses. A obra será executada pela empresa Silveira Engenharia e Construção, vencedora da licitação.

Com um projeto de engenharia tecnológico e inclusivo, a nova praça esportiva contará com vestiários, banheiros, academia, alojamentos, sala vip, área de administração, lanchonete, área de paisagismo, sinalizações, estacionamento, acessibilidade e iluminação.

O secretário de Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira, enfatizou a importância que a obra representará ao povo maranhense. “Muito feliz por esse momento que antecede a tão esperada obra do Castelinho. O equipamento, além de garantir à população o esporte e o lazer, vai gerar emprego ao povo. E falar de emprego, neste momento de pandemia, é muito empolgante. Agradeço ao governador Flávio Dino, ao vice-governador Carlos Brandão e a todos que contribuíram conosco nesse grandioso projeto”, agradeceu.

Desabamento

Parte da estrutura do Ginásio Castelinho desabou no dia 6 de março de 2019, em São Luís. A chuva que caiu na cidade, aliada a ventos fortes teria derrubado a estrutura que segura o teto do ginásio. Não havia ninguém no local no momento do desabamento.

Parte da estrutura do Ginásio Castelinho desabou no dia 6 de março de 2019 (Foto: Reprodução)

Equipes de trabalho começaram a retirar materiais do ginásio no dia seguinte ao desabamento. A retirada do material é a etapa que antecede a reconstrução do teto.

Entre os itens retirados estavam documentos guardados no local e o material de treino do Sampaio Basquete. O trabalho foi acompanhado pelo Corpo de Bombeiros, a fim de preservar a segurança no local.

Carregando