Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Madrugada de quinta-feira é marcada pelo registro de três homicídios na Grande São Luís

Crimes foram cometidos na região do Maracanã, Cantinho do Céu e Jardim Tropical.

Imagem: Ilustração

A madrugada dessa quinta-feira (10) foi marcada pelo registro de três assassinatos, na região metropolitana de São Luís. Todas as vítimas são do sexo masculino, tendo uma sido morta com uso de arma branca e duas por disparos de arma de fogo. Os crimes foram cometidos nos bairros do Maracanã e Cantinho do Céu, na capital maranhense; e Jardim Tropical, em São José de Ribamar.

O primeiro homicídio foi registrado por volta de 1h50, na comunidade Bacanguinha, na região do Maracanã. A vítima, ainda não identificada, foi morta com vários golpes de faca.

Segundo informações obtidas pelo Jornal Pequeno, a Polícia Militar recebeu várias denúncias em relação a um crime de homicídio em uma área de matagal no Maracanã. Diante do fato, uma guarnição da PM teria sido comunicada de que alguns suspeitos, identificados como “Vitinho”, “Baiano”, “Chará” e “Kelvin”, estariam conduzindo um veículo Palio, de cor branca; e, possivelmente, dentro do automóvel, estivesse a vítima sendo torturada pelo quarteto.

Na sequência, ainda conforme o que foi apurado pelo JP, os militares passaram a realizar rondas na área, até que localizaram o referido veículo. Eles perceberam que se tratava de dois dos suspeitos, que haviam sido mencionados por populares na denúncia.

Durante a abordagem, os policiais conseguiram ter acesso às conversas de áudio, via WhatsApp, de um dos suspeitos e eles confessaram a autoria do assassinato.

Segundo a dupla, a vítima teria sido morta nas proximidades de um matagal naquela região e o motivo seria por ela ter cometido um estupro, numa espécie de tribunal do crime. O corpo do homem estava com várias perfurações de faca na região do tórax.

PRISÃO DOS SUSPEITOS

Na ação, a Polícia Militar conduziu Victor Hiago Cantanhede Martins, de 18 anos, conhecido como “Vitinho”, morador do Residencial Santo Antônio; e Gilson Carlos Santos Costa, 26, o “Chará”, morador do Residencial Amendoeira.

Segundo informações do sistema de segurança, Victor Hiago tem várias passagens por delegacias pelos crimes de roubo qualificado, ameaça e incêndio. Com eles, foi apreendido um Fiat Palio, cor branca, placa OVY-0203 de Parnaíba (PI). Após verificação no sistema, foi identificado que o veículo teria sido roubado de um motorista de aplicativo no dia 1º deste mês.

Os conduzidos foram apresentados no Plantão da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), na Avenida Beira-Mar (Centro), e autuados em flagrante pelo crime de homicídio.

CANTINHO DO CÉU

No Cantinho do Céu, a vítima foi Jorge Gomes Carlos da Silva, de 38 anos, morador da Travessa Menino Jesus de Praga, naquele bairro, morto com disparos de arma de fogo na região da cabeça, segundo informou o Instituto de Criminalística (Icrim).

O crime aconteceu por volta de 2h30, na Rua Menino Jesus de Praga, próximo à Igreja Assembleia de Deus. Segundo o que foi colhido pelo Jornal Pequeno, algumas denúncias sobre a ocorrência de homicídio naquela região teriam sido feitas ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops). Uma guarnição da Polícia Militar, então, foi enviada até o local e encontrou Jorge Gomes no chão, com várias perfurações de arma de fogo na região da cabeça.

Até a tarde de ontem, a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) não possuía informações sobre a motivação do crime.

JARDIM TROPICAL

O jovem identificado como José Martins Furtado Junior, de 22 anos, foi assassinado dentro de sua casa, por volta de 3h40. O crime aconteceu na Rua da Paz, no bairro Jardim Tropical – município de São José de Ribamar, próximo à Escola Gonçalves Dias.

Segundo informações policiais, a vítima estava na sua residência, quando o imóvel foi teria sido invadido por três homens encapuzados. Foi dito que os suspeitos chegaram atirando várias vezes na região da cabeça do jovem, que morreu ainda no local.

O Instituto de Criminalística disse que José Martins apresentava diversas perfurações, sendo três na cabeça, uma no pescoço e outra no tórax. A Polícia Civil informou que as causas do homicídio ainda são desconhecidas.

Carregando