Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Saiba quais os sintomas mais comuns da variante indiana

Pesquisadores apontam que os sintomas mais comuns causados pela nova cepa são mais associados a um “forte resfriado”

Foto: Reprodução

À medida que a variante indiana espalha-se pelo Reino Unido, novos estudos científicos mapeiam as diferenças entre essa cepa (chamada de Delta pela OMS) e outras variantes do coronavírus. Pesquisadores apontam que os sintomas mais comuns causados pela nova cepa são mais associados a um “forte resfriado”.

Em vez da febre, tosse e perda de olfato ou paladar, como se costumava observar na origem do Sars-Cov-2, a variante Delta causa sobretudo dores de cabeça, dor de garganta, coriza e também febre. Os dados foram coletados pelo aplicativo Zoe Covid, usado por mais de 4 milhões de pessoas, e analisados pela equipe de Tim Spector, professor de epidemiologia da King’s College London.

“A covid tem atuado de maneira diferente agora. Pessoas podem pensar que pegaram apenas um resfriado sazonal e continuarem a sair. Analisamos os dados desde o começo de maio, e os sintomas não são mais os mesmos que eram. Então, o sintoma número um da nova variante é a dor de cabeça”, afirmou Spector ao jornal inglês The Guardian.

Dados indicam que a variante indiana é pelo menos 40% mais transmissível e que pode apresentar até o dobro de risco de internação. Ela também torna as vacinas menos eficazes, sobretudo após apenas uma dose.

Ainda segundo o jornal, os casos de Covid-19 no Reino Unido têm aumentado bastante na população não vacinada, principalmente na faixa etária entre 20 e 29 anos, seguido por menores de idade.

Diante da nova ameaça, o primeiro-ministro Boris Johnson anunciou um adiamento para o fim do isolamento social, antes prevista para o dia 21 de junho.

Carregando