Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Jovens com várias passagens pela polícia é executado com 12 tiros em Chapadinha

A vítima saiu recentemente do Sistema Prisional por envolvimento em vários crimes, como tráfico de drogas, assassinatos e roubos a bancos.

Velho conhecido da polícia, Rodrigo Souza foi executado com cerca de 12 tiros em Chapadinha (Foto: Divulgação)

Na noite de quarta-feira (23), por volta das 21h30, Rodrigo Souza Pontes, de 26 anos, foi assassinado com pelo menos 12 tiros, quando estava na MA-034, no bairro Boa Vista, no município de Chapadinha. A vítima, segundo a Polícia Civil, teria saído recentemente do Sistema Prisional por envolvimento em diversos crimes, como tráfico de drogas, assassinatos e roubos a agências bancárias.

Segundo as investigações preliminares feitas pela Polícia Civil, a vítima estava circulando em uma Honda Pop, no bairro Boa Vista, em direção ao centro da cidade, quando foi abordada, segundo populares, por dois suspeitos ainda não identificados.

“Os autores efetuaram vários disparos, o homem conseguiu correr do local, mas logo foi alcançado novamente; nesse momento, os suspeitos atiraram outras vezes nele. Pelos menos 12 tiros acertaram a vítima, que morreu no local”, contou o delegado Fábio Henrique Braga, do 1º Distrito Policial de Chapadinha.

Rodrigo Pontes, recentemente, segundo a polícia, saiu do Sistema Prisional e estava em liberdade provisória, determinada pela Justiça. Ele era suspeito de participar de facções criminosas e ter envolvimento com o tráfico de drogas, além de participar de roubos a agências bancárias em Chapadinha.

Ainda segundo a Polícia Civil, Rodrigo também seria o suposto mandante de pelo menos três homicídios naquele município.

O delegado Fábio Henrique disse que a Polícia Civil trabalha com algumas hipóteses em relação ao crime de homicídio que vitimou Rodrigo Sousa. “Como a vítima integrava uma facção criminosa, ele tinha muitos inimigos, até por conta das inúmeras passagens pela polícia. Pelas características do crime, estamos trabalhando com uma possível execução, envolvimento com o tráfico de drogas ou por facções rivais. Tudo está sendo investigado, para chegarmos à autoria do crime”.

Segundo a PC, Rodrigo tinha várias passagens pela polícia por tráfico de drogas, associação criminosa, homicídios e assaltos. As investigações começaram em janeiro de 2018, após acontecerem vários crimes de homicídios na cidade de Chapadinha, em virtude da disputa entre traficantes de facções rivais

Carregando