Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Senarc incinera mais de uma tonelada de drogas no Maranhão

A Operação Narco Brasil tem o objetivo de desarticular e combater o tráfico de drogas em nível nacional.

Mais de uma tonelada de drogas foi pela Polícia Civil (Foto: Divulgação)

Foi apresentado na manhã dessa sexta-feira (25), na sede da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), no Bairro de Fátima, em São Luís, o balanço da etapa da Operação Narco Brasil realizada no estado do Maranhão. O objetivo da operação é desarticular e combater o tráfico de drogas em nível nacional.

A operação contou com a participação de mais de 3,1 mil policiais do Maranhão, entre civis e militares. A ação de combate às drogas faz parte de uma mobilização nacional, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em todo o país.

No Maranhão, foram apreendidos 225 Kg de entorpecentes, entre cocaína, crack e maconha; 160 pessoas foram presas, 92 mandados de busca e apreensão foram cumpridos, 45 armas apreendidas, além de 33 veículos que eram utilizados na organização do tráfico de drogas.

Segundo o delegado Albert Fontes, da Senarc, a operação de combate ao tráfico de drogas, no Maranhão, foi coordenada pelo delegado Breno Galdino, titular daquela Superintendência. “É uma operação realizada todos os anos, pelo Ministério da Justiça, e tem a finalidade de combater o tráfico de drogas”. A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do MJSP (Senad) e as secretarias de Segurança Pública dos 26 estados e do Distrito Federal.

RESULTADO GERAL

Em 24 dias de operação, somaram 452 pessoas presas em flagrante ou por meio de mandados de prisão, 610 Kg de drogas apreendidas, 92 mandados de busca e apreensão cumpridos, apreensão de 140 armas de fogo e de mais de três mil munições de vários calibres.

No Maranhão, além da Senarc, participaram ainda unidades da Polícia Militar e da Polícia Civil no interior.

DROGAS INCINERADAS

Na manhã desta sexta-feira (25), a Polícia Civil incinerou mais de uma tonelada de drogas entre crack, cocaína e maconha. O montante é fruto de apreensões dos últimos 12 meses, em operações realizadas na capital e no interior do estado. A incineração foi realizada numa indústria de cerâmica localizada na zona rural de São Luís.

As drogas foram queimadas em fornos da cerâmica e o procedimento, autorizado pela Justiça, teve acompanhamento da equipe da Vigilância Sanitária. Os trabalhos foram coordenados pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), com apoio da Superintendência Estadual de Investigação (Seic), do Grupo de Resposta Tática (GRT) e demais unidades da Polícia Civil.

CRIMES DE TRÁFICO DE DROGAS

Entre os casos, nesta sexta-feira, a polícia prendeu em flagrante, na cidade de Codó, um homem e uma mulher suspeitos pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. O casal já era investigado e, após representação do Judiciário, foi executada uma busca e apreensão na residência dos suspeitos.

No local, foram apreendidas drogas prontas para comercialização, anotações e extratos bancários, indicando associação para o tráfico.

Em outra operação, realizada no início deste mês, os policiais prenderam em flagrante, no bairro do Araçagi, em São José de Ribamar, duas pessoas que estavam em posse de 10 quilos de cocaína. A droga foi avaliada em quase R$ 300 mil.

Em abril, a Senarc contabilizou a apreensão de 50 quilos maconha, em operação na cidade de Peritoró. A droga estava sendo transportada em um veículo com destino ao município de Timbiras. Na ocasião, um homem foi preso em flagrante.

Carregando