Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

393 pessoas em São Luís tomaram vacina da AstraZeneca vencida

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que todas as vacinas contra a Covid aplicadas estão dentro do prazo

393 pessoas em São Luís foram imunizadas com doses da vacina da AstraZeneca com prazo de validade vencido. A informação foi divulgada nesta sexta (2) pelo jornal Folha de São Paulo, com base em registros oficiais do Ministério da Saúde. Pelo menos 26 mil doses vencidas foram aplicadas em todo o país. Até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros.

A maioria (70%) das doses aplicadas depois da validade é de um mesmo lote do Instituto Serum, identificado como “4120Z005”. O bloco venceu em 14 de abril, mas continuou sendo aplicado depois dessa data pelo país.

Todos os imunizantes expirados integram oito lotes da AstraZeneca importados ou adquiridos por consórcio. Um deles passou da validade no dia 29 de março. O que venceu há menos tempo estava válido até 4 de junho.

O lote pode ser conferido na carteira individual de vacinação. Quem tiver recebido uma dose de um desses oito lotes de AstraZeneca após a data de validade (veja abaixo) deve procurar uma unidade de saúde para orientações e acompanhamento.

Além disso, de acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, quem tomou imunizante vencido precisa se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse se vacinado.

O plano define, também, que cada indivíduo vacinado seja identificado com o lote da imunização recebida, o produtor da vacina e a dose aplicada. Isso é feito justamente para acompanhamento do Ministério da Saúde e eventual identificação de erros vacinais.

Veja se você recebeu vacina vencida

 

 

O que diz a Prefeitura de São Luís

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que todas as vacinas contra a Covid aplicadas em São Luís estão dentro do prazo. Afirma, ainda, que ainda não foi notificada pelo Ministério da Saúde ou qualquer autoridade sanitária sobre as supostas irregularidades nas vacinas, apontadas pelo jornal Folha de São Paulo.

Por fim, a Secretaria destaca que segue todos os protocolos exigidos, possuindo um procedimento operacional padrão que garante a segurança do processo de vacinação.

Carregando