Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Equipe maranhense celebra 5 atletas no pódio da Picos Pro Race de ciclismo

A equipe Cazumbike levou 17 ciclistas para a prova e 5 atletas ao pódio em uma das maiores provas de montain bike (MTB) do Norte/Nordeste

Cazumbike tem 5 atletas premiados na PPR 2021. (Foto de Alexandre Araújo)

Formada há apenas 6 meses, a equipe de mountain bike maranhense Cazumbike trouxe 4 prêmios da Picos Pro Race (PPR) – uma das maiores provas do esporte do Norte/Nordeste. A nona edição da competição aconteceu nos dias 3 e 4 de julho, com a participação de 865 atletas de 10 estados brasileiros, em Picos, Piauí.

No primeiro dia da PPR 2021, foram 43.6 km de sol e suor para os atletas que iam fazer a Prova Ultra, categoria mais desafiadora que incluia os dois dias de prova. No segundo dia, 92.1 km foram batidos entre subidas íngremes e descidas rochosas. Além da Cazumbike, São Luís marcou presença com outras duas equipes de mountain bike: BikeBrothers e Pedalbike, cada uma com duas premiações.

A estreante Cazumbike, iniciada em janeiro de 2021, celebrou 4 prêmios e 5 atletas no pódio da prova Ultra. O atleta Glauco Verás levou o 1º lugar na categoria Ultra Pro E-Bike; Dahiane Roma levou o 2º lugar na Pro Master B Feminino; o casal Monalisa Jesus e Bruno Leão faturaram o 4º lugar da categoria Ultra Pro Dupla Mista e a atleta Luana Carvalho subiu ao pódio em 5º lugar da categoria Ultra Sport Turismo Feminino. Os outros 12 ciclistas do time não receberam troféus, mas foram celebrados com igual entusiasmo por encararem o desafio – abarrotados por aplausos e abraços dos colegas e da comissão de apoio da Cazumbike, com 19 orgulhosos integrantes.

A união é o grande diferencial da equipe para a esportista Luana Carvalho. Ela e Monalisa Jesus celebram o segundo prêmio na PPR 2021, já que foram premiadas em 4º e 5º lugar na categoria Turismo Ultra da PPR 2020, quando ainda não eram cazumbikers.

Capadócia Nordestina era o diferencial da edição

Pedalar 92 km em uma pista plana já é um trabalho árduo – mas imagine fazer isso entre subidas e descidas altas e íngremes? É nesse cenário que os atletas de mountainbike se desafiam ao máximo.

O diferencial da edição era também um de seus maiores obstáculos: o trajeto realizado passou por uma parte do sertão piauiense ainda pouco explorada, a Capadócia Nordestina, um local com imensas e belas formações rochosas (para os ciclistas, rock gardens), que representam beleza e também dificuldade para os participantes.

 

Carregando