Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Suspeito de atropelar ex-mulher e o namorado dela recebe voz de prisão ao se apresentar na delegacia em Imperatriz

Casal foi morto em Senador La Rocque, após D20 do suspeito colidir de forma supostamente intencional na moto das vítimas.

Carlim teria matado a ex-esposa e o namorado por não aceitar o fim do relacionamento (Foto: Divulgação)

Antônio Carlos de Santana Alcântara, conhecido como “Carlim”, ou “Carlinhos do Jenipapo”, foi preso ao se apresentar à polícia nessa segunda-feira, 12, na cidade de Imperatriz. Ele é o principal suspeito de ter matado a ex-esposa e o namorado dela, após atropelá-los de forma supostamente intencional na noite do último dia 7 de julho, no município de Senador La Rocque, distante 654 da capital São Luís.

“Carlinhos do Jenipapo” se apresentou com seus advogados na Delegacia Regional de Imperatriz, foi ouvido e no final da audiência recebeu voz de prisão por conta de um mandado de prisão preventiva já expedido pela justiça.

O CASO

A cidade de Senador La Rocque, distante 654 da capital São Luís, foi palco de um duplo homicídio, na noite de 7 de julho. Um homem, identificado preliminarmente apenas como “Carlim”, é suspeito de ter matado a ex-mulher e o namorado por atropelamento.

De acordo com a primeiras informações, Carlim não aceitava o fim do relacionamento e vinha fazendo constantes ameaças à vítima, inclusive com áudios divulgados pelo Whatsapp. Em uma das mensagens pelo aplicativo, o suspeito afirma que mataria a mulher e depois tiraria a própria vida. O casal tem dois filhos.

Na noite passada, a vítima, a professora Ana Cléia Alves, e o seu namorado, um bombeiro civil identificado como Diego, teriam sido seguidos pelo suspeito, que, ao avistá-los, avançou com o carro para cima da moto do casal.

Em seguida, conforme informações de testemunhas, Carlim teria descido do seu veículo, uma D20, com um pedaço de ferro nas mãos, e golpeou a cabeça de Diego, que ainda estava vivo. A ex-mulher foi a óbito após o atropelamento.

Carregando