Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Enfermeiro é detido por cultivar supermaconha no seu apartamento, em São Luís

Uma estufa era utilizada para cultivo da droga.

Droga era cultivada em uma estufa (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da SENARC, realizou, nessa quinta-feira, 15, a condução de um enfermeiro que foi flagrado em sua casa na posse de uma plantação de Skank (também conhecida por Skunk ou supermaconha) e uma estufa para cultivo da droga. A prisão ocorreu no Recanto dos Vinhais, em São Luís.

Após denúncias recebidas através do WhatsApp Denúncia, dando conta de que do apartamento do suspeito estava exalando forte odor de substâncias entorpecentes, investigadores da SENARC diligenciaram até a casa do suspeito, um enfermeiro de 40 anos. Lá, os policiais encontraram pés da planta que, após cultivada e tratada, gera a supermaconha conhecida como Skunk.

No local também foi encontrada uma estufa, onde o suspeito cultivava as plantas, e outros objetos que eram utilizados no plantio, cultivo e melhoramento da droga.

O suspeito foi encaminhado à sede da SENARC, onde relatou ser usuário de maconha há mais de 25 anos, e que cultivava a droga para não ter que frequentar bocas de fumo.

Diante das circunstâncias, ficou evidenciado que o cultivo era para consumo próprio, motivo pelo qual foi lavrado um termo circunstanciado em desfavor do suspeito pela prática do crime inserto no artigo 28, {1º, da lei de drogas.

Carregando