Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Praça da Roseira, no Anjo da Guarda, coleciona problemas e causa insatisfação nos moradores

Espaço apresenta rachaduras, mato alto, árvores sem poda, falta de acessibilidade e aparelhos de ginástica enferrujados.

Praça da Roseira apresenta diversos problemas estruturais, como rachaduras, mato alto, falta de iluminação e acessibilidade (Foto: Gilson Ferreira)

A Praça da Roseira, localizada na Rua da Hungria, no bairro do Anjo da Guarda – Área Itaqui-Bacanga, em São Luís, mais uma vez é motivo de reclamações por parte dos moradores vizinhos a ela. Quem frequenta o local reclama de equipamentos de ginástica para a terceira idade enferrujados e incompletos, mato alto, árvores que precisam de poda, lâmpadas queimadas ou em falta nos postes de iluminação pública, e o piso do logradouro com rachaduras e infiltrações. Há ainda a questão da rampa de acessibilidade, que foi construída com desnível entre a praça e a rua.

O morador José Raimundo Ferreira dos Santos, que vive no Anjo da Guarda há mais de 60 anos, reclama do aspecto de abandono. “A praça está uma nojeira. Ela foi reformada, sendo que a inauguração da revitalização foi feita há menos de um ano. Tão pouco tempo de sua reestruturação, e o local já coleciona problemas”, destacou Raimundo.

Alguns dos aparelhos de ginástica, segundo o morador, foram guardados na casa de vizinhos dele, depois que as bases dos equipamentos terem se desprendido do chão. “Guardamos por precaução, mas queremos que eles sejam repostos na praça”, disse Raimundo.

AÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO

No dia 22 de março de 2021, José Raimundo protocolou denúncia sobre o estado precário da Praça da Roseira, no Ministério Público (MP), por meio da 7ª Promotoria de Justiça Especializada do Meio Ambiente.

No dia 8 deste mês, José Raimundo registou no MP novo requerimento. Neste documento, o morador do Anjo da Guarda pede que a obra na Praça da Roseira seja investigada.

“O local não está em perfeitas condições. As obras de reforma estão inacabadas, com equipamentos de ginástica incompletos, rachaduras e infiltrações no chão, e sem serviço de poda e capina”, frisou Raimundo.

ESGOTO A CÉU ABERTO

Outro problema na praça é o esgoto a céu aberto. Há uma faixa de água suja e com mau cheiro rente ao logradouro.

OUTRO LADO

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informou que será enviada uma equipe à Praça da Roseira, no Anjo da Guarda, para que sejam averiguadas as necessidades do local. E que os serviços de poda e roçagem da vegetação já foram incluídos no cronograma de serviços e serão realizados nos próximos dias.

Carregando